sábado, 11 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Lojistas apostam nas trocas de presentes para vender mais

Lojistas apostam nas trocas de presentes para vender mais

Matéria publicada em 28 de dezembro de 2017, 15:57 horas

 


Troca se torna um bom momento para aproximar clientes e lojistas

Troca se torna um bom momento para aproximar clientes e lojistas


Volta Redonda – 
Não precisa nem ser comerciante para perceber que as vendas despencaram para o comércio nesta semana após o Natal. No entanto, alguns lojistas aproveitam o período de troca de presentes para tentar faturar mais um pouco. É que na troca, o cliente pode acabar levando aquele “algo a mais” para si mesmo ou para um presente atrasado.

Segundo o gerente de uma loja de roupas femininas, Marcos Vinícius Larion, o movimento caiu 50% em comparação aos dias que antecederam o Natal. Segundo ele, o que ainda tem de negócios se dá em função das trocas de mercadorias.

– Geralmente os principais motivos que levam as pessoas à minha loja para trocar seus presentes é o tamanho ou se ele não estiver gostado mesmo. Esses dois motivos corresponde a 80% das trocas. No mínimo, estou fazendo entre 4 a 5 trocas por dia. Há casos em que o cliente não acha o tamanho do modelo que ele trouxe e tem que levar outro produto. É nessa hora que eu ofereço algo a mais. As vendas nesta semana estão bem fracas, pois acredito que muita gente já viajou. Mas é bom lembrar que as trocas só serão aceitas em geral até o dia 02 de janeiro – comentou.

Gerente de outra loja de roupas e calçados, Daniele Pinheiro também confirmou que as vendas despencaram nesta semana após o Natal.

– As vendas caíram muito nestes primeiros dias após o Natal, em torno de 50%. Os clientes estão vindo mais para trocar os presentes que ganharam no Natal. E as roupas são os itens que mais trocam, lembrando que o tamanho é o principal motivo. Na verdade, são sete dias para troca. No meu caso, estarei aceitando até o dia 31 de dezembro. Só não troco quando a peça está sem etiqueta ou danificada – diz a gerente.

Segundo Daniele, é comum clientes usarem a roupa e depois quererem trocar assim mesmo. Segundo ela, é fácil perceber este artifício, pois algumas peças veem com cheiro de perfume ou até de suor. E no caso do jeans, ele fica marcado nas dobras.

– É raro estes casos, mas acontecem. Independente disso, as trocas são bem vindas, pois é uma forma de atrair os clientes para novas compras. Só nesta semana temos feitos de 10 a 12 trocas por dia. É um bom momento para tentar vender mais. Alguns, na falta daquele produto, levam um vale para trocar mais tarde por outro produto ou às vezes resolve pagar a diferença por outra peça mais cara. Alguns chegam até a comprar outro produto, e isso já melhora o nosso faturamento – destaca.

A comerciante está apostando que já a partir da sexta e sábado as vendas comecem a melhorar, pois as pessoas vão querer escolher roupas para a passagem do ano.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document