>
quinta-feira, 11 de agosto de 2022 - 06:16 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Louças e roupas sujas se acumulam com falta d’água, em Volta Redonda

Louças e roupas sujas se acumulam com falta d’água, em Volta Redonda

Matéria publicada em 30 de janeiro de 2017, 19:02 horas

 


Moradores de conjunto habitacional em Três Poços ainda sofrem com abastecimento irregular; Saae diz que fornecimento está normal

Falta dagua em Tres Poços - Franciele Bueno (7)

Sem água: Panelas e louças se acumulam nas pias de moradores de condomínio no Vila Rica/Três Poços
(Foto: Franciele Bueno)

Volta Redonda- Há mais de uma semana com o abastecimento de água irregular no Vila Rica/Três Poços, as louças e roupas sujas estão se acumulando em casas do bairro. Por conta do problema, muitos moradores não conseguem realizar ações simples do cotidiano, como tomar banho, por exemplo, ou cozinhar. A situação mais agravante é no conjunto habitacional ao final da Rua Erika Berbert onde moram cerca de 50 famílias.
Uma equipe de reportagem do DIÁRIO DO VALE conversou com os moradores na manhã desta segunda-feira (30), e eles relataram que apesar do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) de Volta Redonda ter afirmado que o abastecimento foi regularizado, a falta d’água permanece no local. O morador Paulo César Duarte disse que está tendo de ir até uma mina distante da residência para coletar água. Ele destacou que a irregularidade no abastecimento já chega há 13 dias.
– Estou tendo de buscar água na Mina da Figueira, longe de casa, aqui em Três Poços. Essa situação é uma vergonha, pois já estamos sem água há 13 dias – criticou.
A moradora Bianca Valéria relatou que está tendo que comprar água por causa dos dois filhos, temendo que o consumo de água em outra fonte possa afetar a saúde deles. No entanto, ela contou que quando não tem dinheiro é preciso levar as crianças para casas de parentes para que elas possam tomar água e se alimentar.
– Tenho duas crianças e estou tendo de comprar água para dar pra eles beberem e eu poder fazer comida. Quando não tenho dinheiro, levo eles para casa de parentes e volto para casa à noite só para dormir, pois não tem condições de ficar em casa sem água – falou.
A moradora Miliana Ramos comentou que foi ao Saae na manhã desta segunda-feira reclamar da situação e foi informada que a autarquia mandaria um caminhão-pipa ao conjunto habitacional.
– Fui ao Saae para reclamar, pois essa situação de falta d’água está insuportável. Lá a atendente me disse que eles iriam enviar um caminhão-pipa aqui para nos ajudar, estamos esperando por isso – contou.
Durante a visita da reportagem ao conjunto habitacional, um caminhão-pipa do Saae compareceu ao local e fez a distribuição de água aos moradores.

Racionamento de água

E por conta da falta d’água, moradores da Rua Erika Berbert estão economizando o pouco de água que tem chegado até eles. A moradora Cristiane Dias Lopes comentou que quando cai água é à noite, porém não é o suficiente para encher a caixa d’água, por isso toda a família está economizando e se virando como pode para conseguir suprir as necessidades.
– Há mais de uma semana que o abastecimento está irregular, quando costuma cair água é à noite e muito pouca, não dá para lavar roupa nem fazer nada. Temos que economizar e se virar como pode, comprando água para beber e fazer comida – disse.
Na mesma rua, a moradora Cilesia Henrique Neto comentou que está tendo que ir para casa de parentes para poder lavar roupa e tomar banho. Ela ainda reclamou dizendo que o problema de falta d’água é constante no bairro, porém a moradora disse que nas últimas semanas o abastecimento tem piorado.
– Estou tendo que ir para casa da minha sogra para lavar roupa e tomar banho. Tenho uma filha adolescente, que está ainda de férias, e também teve que ir para casa de parentes. No bairro sempre faltou água, mas está piorando nas últimas semanas – revelou.
A moradora Maria Lucia Messias disse que mesmo pagando a conta de água, falta assistência do Saae em momentos como esse.
– Pagamos em dia a conta de água, que é cara, mais de R$ 70 e ainda ficamos sem. Ficamos esperando durante todo o dia para chegar água na caixa. Estou há uma semana sem levar roupa, meu banheiro está insuportável – desabafou.

Partes altas de bairros estão sem abastecimento

As partes altas dos bairros Santa Rita do Zarur e Belo Horizonte também estão sem abastecimento, de acordo com moradores. No primeiro, o problema afeta quem mora na Rua Aliança. Segundo a moradora Juliano Lourenço, há três dias a água não tem chegado e as pessoas estão tendo que captar água de uma mina que existe no bairro. Essa água é usada para as atividades domésticas.
– Há três dias não chega água aqui para gente, quando caí é pela manhã e não supre as nossas necessidades, temos que comprar água para beber – reclamou.
O morador do bairro Belo Horizonte, Carlos de Souza, ligou para o DIÁRIO DO VALE para reclamar da situação e pedir ajuda.
– Desde semana passada não está chegando água na parte de cima do bairro, precisamos urgente de ajuda do Saae – disse.

Saae-VR diz que cidade
tem ‘pontos críticos’

Através de nota enviada pela assessoria de comunicação da prefeitura, o Saae informou que o abastecimento de água está normalizado no município, no entanto, “Volta Redonda tem alguns pontos críticos, como os bairros que ficam na parte alta da cidade, que passam por constantes problemas de abastecimento de água”. A autarquia também descartou que essa irregularidade de abastecimento nesses bairros citados na reportagem seja por conta dos diversos rompimentos nas tubulações de água que ocorreram na semana passada.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

13 comentários

  1. Luís Carlos frustney

    Vcs chegaram a alguma conclusão com estes ataques?
    O importante do Saae resolver esta situação .
    Precisamos continuar nossas vidas.
    Saae mos ajude ai por favor pois o povo MERECE RESLEITO.

  2. Esse condomínio já saiu em tudo quanto é órgão de imprensa da região, seja televisado, falado ou escrito. Curioso é que é sempre nos bairros mais humildes, porque há bairros afastados de bom padrão (com casas em morro, inclusive) não se vê tantos problemas assim…

    • Vai visita esse local para vc ver se é parte alta, conheça um pouco mais a cidade em que vive, o bairro Vila Rica Três Poços é parte baixa, falta é respeito para os moradores desse bairro.

    • Barramansense com água em casa...

      Toma sabichão… Kkkkkk

    • Vc estava inebriado pelo sono ou é muito burro mesmo. O texto está muito claro, não coloque na minha conta o que eu não falei…

  3. Barramansense com água em casa...

    Ueeeeé: não é Barra Mansa que é roça??? Cadê o Alfatah???

  4. É isso aí, o trabalho está sendo normalizado, pontos críticos estarão sendo abastecidos em breve e o equilíbrio do abastecimento vai acontecer. Parabéns SAAE!

Untitled Document