sábado, 29 de janeiro de 2022 - 00:37 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Mais de 60 doadores comparecem no ‘Arraiá Solidário’ do Hemonúcleo de Volta Redonda

Mais de 60 doadores comparecem no ‘Arraiá Solidário’ do Hemonúcleo de Volta Redonda

Matéria publicada em 24 de julho de 2020, 17:27 horas

 


Volta Redonda- Mais de 60 doadores contribuíram aumentando os estoques do Hemonúcleo de Volta Redonda, no “Arraiá Solidário”, realizado nesta sexta-feira, dia 24. Durante toda a manhã, os doadores puderam degustar pratos típicos de festa junina, como canjica, paçoca, pé de moleque, entre outros.

O sangue coletado no Banco do Sangue atende o Hospital São João Batista, o Hospital Municipal Munir Rafful, o Hospital do Idoso e o Cais Aterrado, da Rede Municipal de Saúde, e os pacientes do Programa Unacom, no Hinja, em Volta Redonda; além do Hospital Municipal de Pinheiral e da Agência Transfusional, que fica no Hospital Municipal Flávio Leal, em Piraí.

De acordo com a coordenadora do Banco de Sangue, Rosimere Herdy Guedes, a ação foi pensada para prestigiar os doadores fixos e chamar atenção daqueles que ainda não doaram.

– Essas campanhas nos ajudam a conscientizar as pessoas e atrair mais doadores, pois o que mantém o nosso abastecimento são as doações regulares. O sangue é um produto que só pode ser conseguido por meio de doação. Estávamos precisando principalmente dos grupos O- e O+ – disse a coordenadora.

Todas as medidas de prevenção estão sendo tomadas para garantir a segurança de doadores e funcionários. Cada bolsa tem em média 450 ml de sangue total, que é fracionado em três componentes diferentes: concentrado de hemácias e de plaquetas, além de plasma. A advogada Alessandra Ferreira, 37 anos, moradora do bairro Santo Agostinho, é doadora regular.

– Sou doadora há 10 anos e estou aqui de três em três meses para doar. Fico muito bem em fazer isso. É importante cada uma fazer a sua parte e ajudar da forma que pode – disse a advogada.

Rosimere esclareceu que o ideal é que o local receba de 25 a 30 doadores por dia, pois os hemocomponentes têm validade.

– As plaquetas, por exemplo, duram apenas cinco dias, e, por isso, esse é um número ideal de doadores por dia. As doações são muito importantes e necessitamos delas para ajudar nossa população – explicou.

Como doar sangue?

Os interessados em doar sangue devem procurar o Banco de Sangue de Volta Redonda, que fica anexo ao Hospital São João Batista e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h. Para atendimento em grupo é necessário agendar através do telefone: (24) 3343-2994, das 7h às 16h, até o dia anterior da ação.

Para ser um doador é preciso ter estilo de vida saudável, não ter comportamento de risco e respeitar o intervalo mínimo entre as doações, que é de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres. Para doar sangue, o interessado precisa apresentar documento com foto, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg, não estar em jejum e não ingerir alimentos gordurosos.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Parabéns aos funcionários do hemonúcleo pela iniciativa, parabéns Diário do Vale pelo apaoio na divulgação e parabéns principalmente aos doadores, gesto nobre!!!!

Untitled Document