;
quarta-feira, 25 de novembro de 2020 - 21:52 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Meio Ambiente de Barra Mansa vai monitorar animais nas áreas de preservação

Meio Ambiente de Barra Mansa vai monitorar animais nas áreas de preservação

Matéria publicada em 19 de outubro de 2020, 18:15 horas

 


 

Barra Mansa– Nos próximos dias, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Barra Mansa, vai iniciar o monitoramento dos animais existentes nas oito unidades de conservação – Áreas de Proteção Ambiental do Cafundó, em Rialto; Serra do Rio Bonito, em Amparo; entorno da Cicuta, na região Leste; Cândido Silva, no Getúlio Vargas/Santa Rita de Cássia, ARIE Ilha do Paraíba; Parque Natural Municipal Centenário; Parque Natural Municipal de Saudade e o Horto Municipal Carlos Roberto Firmino.

A intenção é obter dados técnicos referentes ao inventário da fauna e para a execução do serviço foram adquiridas quatro câmeras CoreDS. Segundo o secretário da Pasta, Vinícius Azevedo, os equipamentos capturam imagens diurnas e noturnas, com sistema infravermelho, sem flash e com disparos de velocidade de 0,2 segundos para fotografias e 0,5 segundos para filmagens.

– O inventário da fauna permitirá maior controle fiscal, coibindo ações de caças aos animais, principalmente aqueles ameaçados de extinção, além da possibilidade de aumento na arrecadação do ICMS Ecológico. A iniciativa permitirá ainda o registro das diferentes espécies animais existentes em Barra Mansa, entre mamíferos, aves, répteis e anfíbios – destacou Vinícius.

O gerente de Unidades de Conservação, Douglas Muniz, explicou que as câmeras permitirão uma ampla amostragem da fauna existente na extensão territorial de preservação ambiental de Barra Mansa.

– Faremos um sistema de rodízio das câmeras entre as oito unidades de conservação. O monitoramento é online, gerando imagens para a Secretaria de Meio Ambiente. Dessa maneira teremos condições de identificar as diversas espécies animais na cidade de Barra Mansa, gerando conhecimento a respeito da biologia da fauna local e seu manejo – concluiu.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    Bom dia srs. A Secretaria de Meio Ambiente não faz mais do que sua obrigação, aliás, tem que fazer mais, existe empresas poluindo, como a PARTEMEC, no bairro São Luís em Barra Mansa, os moradores já cansaram de reclamar e a Secretaria sequer foi lá para fiscalizar, saiu até uma nota no jornal e o filho da dona da fabrica o sr Aziz teve a cara de pau de dizer que o pó que sai do galpao é poeira da movimentação dos caminhões no pátio, sendo que nem tem volume de caminhões manobrando.
    Mandamos até vídeo deste pó para a fiscalização mas não deram importância, na verdade o que resolve a povo do São Luís se unir e levar ao Ministério Público, porque este sim é competente.

  2. Avatar

    Se comprova que o homem quanto mais distante da fauna e flora melhor é.agora ao invés de o homem monitorar os animais vá monitorar os Rios que margeia município,as descargas hospitalar,as queimadas,de fim de inverno,as estações de tratamento de esgoto.

Untitled Document