Memorial Zumbi sedia evento de capoeiristas no fim de semana

by Diário do Vale
capoeira-5

Apresentação: Evento será no Memorial Zumbi e terá a participação de capoeiristas da região, do Rio e de São Paulo
(Foto: Divulgação)

Volta Redonda – O Memorial Zumbi dos Palmares vai receber nesse fim de semana um evento do grupo Abadá Capoeira. Com participação de capoeiristas da região, da capital e de São Paulo, o sábado terá programação exclusiva para as crianças, com batizado e troca de cordas. Já no domingo, acontece roda com apresentação de Jongo e Maculelê, na Feira Livre, além de troca de cordas dos integrantes adultos.

De acordo com Luiz Paulo Faria, o instrutor Grande, o ‘Festival Infantil’, conta com a participação de cerca de 300 pessoas, entre pais, alunos, amigos convidados e professores. Está prevista apresentação dos professores, samba de roda, saltos e floreio, além de apresentação dos alunos para os pais. Já no evento de domingo, haverá um encontro com instrutores e professores do Vale do Paraíba, Costa Verde.

– Iremos mostrar a evolução de cada criança e os benefícios da capoeira para a criança. No domingo, faremos na Feira Livre para divulgar a capoeira e fazer com que a população entenda melhor essa arte que é jogo, luta, dança música: são várias artes numa só. E que, por isso, sua difusão pelo mundo se tornou patrimônio cultural e material da humanidade, pela Unesco – explicou o instrutor.

A entidade, Associação Brasileira de Apoio e Desenvolvimento da Arte Capoeira, está presente em mais de 62 países e em Volta Redonda, completará 20 anos em 2017. Entre os benefícios da prática, que são destacados pelo grupo, sobretudo para as crianças e adolescentes, estão a difusão do valor da defesa e não de ataque, ajuda na formação moral, desenvolvimento e ampliação da cognição, desenvolvimento físico, estímulo do controle emocional e combate às inibições.

Graduação

O sistema de graduação começa a partir dos dois anos de idade e tem como base a natureza, que segundo a filosofia do grupo, cada uma tem sua cor predominante, que representa um reino. Assim, cada cor recebe a importância do seu uso dentro do reino vegetal, mineral e animal. As crianças de dois e três anos começam com as cordas de pontas crua e amarela e conforme mudam de idade, vão para amarela; amarela e laranja; laranja; laranja e azul; azul; e crua e amarela, novamente, aos nove anos.

Serviço

O batizado e troca de cordas infantil do Abadá Capoeira acontece no sábado, dia 10, a partir das 16h30 no Memorial Zumbi dos Palmares, na Vila Santa Cecília. A roda, batizado e troca de cordas dos integrantes adultos acontecem no domingo, dia 11, a partir das 9h30, na Feira Livre, também na Vila Santa Cecília.

You may also like

1 comment

Silas 8 de dezembro de 2016, 08:16h - 08:16

Este é um evento de beleza e cultura, vale conferir.

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996