quinta-feira, 13 de maio de 2021 - 03:29 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Moradores de Arrozal reclamam da falta d’água

Moradores de Arrozal reclamam da falta d’água

Matéria publicada em 22 de outubro de 2015, 10:20 horas

 


Segundo eles, problema no distrito é constante; Cedae diz que situação é reflexo do baixo nível do Rio Caximbau

Arrozal 4

Crise hídrica: Imagens divulgadas por internautas numa rede social mostram a situação do Rio Caximbau, que abastece o distrito de Arrozal
(Foto: Reprodução Facebook)

Piraí- Moradores do distrito de Arrozal, em Piraí, estão sofrendo com a falta d’água. Segundo eles, o problema é constante e acaba afetando as atividades do dia a dia. Alguns chegaram a entrar em contato diversas vezes com a prefeitura e também com a Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos), mas disseram que não tiveram nenhuma resposta.

A estudante Caroline Franco afirmou que o problema persiste há algum tempo e os moradores já fizeram diversas reclamações que acabaram sem uma resposta.

Ela contou que faz parte de um grupo numa rede social na internet, que traz informações sobre o distrito e a situação da água foi motivo de debate no espaço. Segundo Caroline, Arrozal cresceu bastante nos últimos anos e o córrego que abastece a cidade não está dando vazão.

– O problema persiste. Nós ficamos sem água durante o dia todo e só na manhã seguinte que a água volta, e mesmo assim fica por muito pouco tempo. Aqui em casa a gente ainda consegue economizar porque moramos somente eu e meu marido, gastando o mínimo. Fico imaginando as famílias maiores, que possuem mais de quatro pessoas morando dentro de casa. Já reclamamos com a prefeitura e com o Cedae, mas eles ficam nesse jogo de empurra-empurra. Acho que deveriam procurar uma solução em conjunto. A cidade está crescendo muito e o córrego que nos abastece não dá vazão – indignou-se.

A estudante ainda reclamou de que a água que chega nas casas, muitas vezes, está com um aspecto amarelado. Ela suspeita inclusive que tenha adoecido por conta disso.

– Tive uma infecção urinária recentemente e isso pode se dever ao fato da cor amarelada da água. Não sabemos se a estão tratando direito – falou.

Numa página de uma rede social, que reúne pessoas ligadas às associações e moradores de Piraí, moradores se mostram revoltados, com o que eles chamam de descaso. Na página, uma internauta questiona os esforços do poder público.

“Como poderemos viver desse jeito? O que mais me deixa indignada é que o vice-prefeito mora aqui, tem vereadores que são daqui. E o que eles estão fazendo para nos ajudar? Arrozal é um lugar esquecido.”, falou.

Outra internauta ainda mencionou a crise hídrica pela qual algumas regiões do país passam atualmente.

“Uma vergonha… Temos consciência que por falta de chuva o Brasil está passando por uma crise hídrica, porém no caso de Arrozal é um verdadeiro descaso. A população está crescendo e querem continuar com o mesmo reservatório.”, disparou a mulher.

Estiagem afeta abastecimento

O DIÁRIO DO VALE entrou em contato com a Cedae, que através do gerente do Médio Paraíba, Luiz Antônio Pereira, explicou que o motivo para a falta d’água no distrito de Arrozal é o baixo volume do manancial que abastece àquela localidade. Segundo ele, o rio caiu em torno de 70% nos últimos meses e que ainda continua a época de estiagem.

– A questão da crise hídrica não é exclusiva aqui do distrito, é geral. Não está chovendo e as pessoas estão consumindo normalmente. Não estão tomando consciência de que precisam diminuir o uso. Continuam lavando calçada com mangueira, não mudaram seus hábitos comportamentais e isso pode ser prejudicial – declarou.

Outra questão levantada pelo gerente da Cedae, é se o Rio Caximbau, que nasce na altura da Fazenda da Grama, em Rio Claro, e deságua no Rio Paraíba do Sul, pode estar sendo desviado ao longo de sua extensão.

– Estamos fazendo um levantamento minucioso para confirmar se está existindo um desvio ou não. Isso explicaria o volume de água estar menor. Em breve teremos uma resposta concreta. Apesar de estarmos com menos água, estamos abastecendo a população através de caminhões-pipa. Estamos cientes de todos os pedidos e atendemos prontamente – finalizou Luiz Antônio.

Já a prefeitura de Piraí, por meio de sua assessoria de imprensa, explicou que o abastecimento de água fica por conta da Cedae, mas que tem realizado manobras para suprir a falta de água no distrito. Além disso, disse que tem disponibilizado caminhões-pipa para a população sempre que necessário. Isso varia de acordo com a demanda do bairro que esteja precisando e que às vezes, apenas um caminhão consegue suprir a necessidade. Atualmente a população de Arrozal gira em torno de 8 a 10 mil pessoas.

Sobre as reclamações dos moradores sobre o Cedae, o Procon (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor) orientou que aqueles que se sentirem lesados pelo serviço tem o direito de abrirem uma ação no Ministério Público.

 Por Melissa Carísio

[email protected]


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

13 comentários

  1. Avatar

    Pelo amor de Deus! O Rio Piraí nasce na Fazenda da Grama? kkkkk
    Arrozal não é abastecido por este Rio. Ou o cara da Cedae tá de palhaçada, ou a repórter não tem o menor senso de localização. Ou os dois. O cúmulo do absurdo essa reportagem.
    O distrito realmente vem sofrendo com falta de abastecimento e os órgãos públicos estão omissos! A população cresceu muito e o reservatório é o mesmo há décadas!
    Alô, Pezão!!!! É assim que vai deixar o povo do seu município????
    E DV, vamos melhorar essa apuração, né???

  2. Avatar

    Já estou pensando em mudar de Arrozal.

    • Avatar
      ÊTA POVINHO desprovido de discernimento

      Não meu caro! Arrozal precisa de Vc ai mesmo para ajudar o distrito a vencer as dificuldades, a não ser que seja um covarde.

      Ajude a colocar para correr de Arrozal todos aqueles que a desprezam e ainda a sugam.

  3. Avatar

    Se Arrozal pertencesse a VR, Neto já teria levado água da ETA Belmonte até lá, assim como fez no Roma. Depender de água de córrego, ainda mais em época de seca, é pedir para ter problemas… No mínimo tinham que ter feito um açude para represar a água do manancial…

  4. Avatar

    Por falar em falta de água, desde as 18:00 hs a caixa de água do bairro Jardim Ponte Alta – Volta Redonda, não está funcionando.Estamos há mais de três horas tentando falar com o SAAE-VR. Simplesmente terminou o expediente normal os funcionários da noite não atendem telefone.Sempre está ocupado ou quando atendem de má vontade nunca sabe de nada, ou deixam naquela musiquinha ridícula. Sr. Diretor do SAAE-VR o turno da noite tem que ser fiscalizado. Pois o abastecimento quando não tem problemas, é continuo. Para quem vamos pedir informações. A central tem identificador de chamadas e eles atendem quando querem.

  5. Avatar

    ““Uma vergonha… Temos consciência que por falta de chuva o Brasil está passando por uma crise hídrica,…”

    Engraçado a internauta faz parte de um grupo que discute a crise hidrica e mesmo assim fala que o problema é a falta de chuvas. Meu Deus! O que eles dizem lá? Só faltou culpar São Pedro. kkkkk

    Será que no grupo deles ninguém ainda disse que a falta de chuvas é devido a destruição da vegetação, das florestas e das poucas árvores ainda em pé?

    Uma árvore acumula a água da chuva igual a de uma piscina média e essa água acumulada nas raízes é liberada aos poucos por meses. Se lá no grupo dessa internauta consciente sobre a crise hidriga não tem essa mensagem que tal colocar lá?

    Quem sabe alguém ajude a defender as poucas árvores que ainda temos em pé?

  6. Avatar

    as informaçoes datas estão erradas o rio cachinbau não e o o que abastece a cidade a 30 anos pois ele so tem esgoto hoje e nasce na fazenda são lourenço perto de getulandia, o manancial e o corrego do paudalho que nasce na fazenda chiculhel e mundo novo, e a prefeitura na localidade de arrozal não esta colocando carro pipa nenhum,estas informações passadas ao jornal esta tudo errada favor não repassar voces mesmos ja fizeram reportagem sobre o rio cachinbau um rio agonizando na epoca hoje morto.

  7. Avatar

    Arrozal, cidade que me seduz, de dia falta agua e de noite falta luz.

    esta dificil de morar em arrozal, é só chover em brasilia que a energia em arrozal acaba e os celulares ficam sem sinal. acorda prefeito e secretarios.

  8. Avatar

    Dizer que o rio Pirai nasce em Fazenda da Grama já é sacanagem. kkkkk. O rio Pirai nasce na Serra do Sinfrônio, no município de Rio Claro, atravessa todo o município de Piraí e desemboca parte dele no Rio Paraíba do Sul.
    É só pesquisar.

  9. Avatar
    Sonia Maria de Araujo Santana

    A falta d’agua e luz em Arrozal parece até estoria de carochinha. Estamos passando por momentos bem difíceis.
    A Prefeitura juntamente com CEDAE deveria puxar água da represa da Light e o problema seria resolvido de vez.
    Mas enquanto isso quem sofre é a população que paga uma conta caríssima e temos um serviço de péssima qualidade.
    Gostaríamos de um pouco mais de atenção das autoridades.

    • Avatar

      Se vc soubesse a distância da represa da Light até Arrozal, acho que isso nem seria cogitado… Só para se ter uma idéia, ela fica mais perto da Zona Oeste do Rio que de Arrozal. É totalmente inviável levar água até lá. Tinha que construir uma represa no Cachimbau, que não só melhoraria a captação como também regularizaria o regime do riacho…

  10. Avatar

    Na área rural de Pinheiral que é abastecida pela mesma rede de arrozal, faz mais de uma semana que não cai água.

    • Avatar
      Sonia Maria de Araujo Santana

      Como abastecer área rural de Pinheiral se não tem água nem para os moradores de Arrozal?
      Será que não existe um meio de trazer água da Represa da Light?
      Até quando vamos ficar dependendo somente de chuva?
      Pagamos por uma água caríssima e ainda não temos a mesma.
      Solicitamos que as autoridades responsáveis tomem providências.

Untitled Document