sábado, 21 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Moradores do bairro Santa Isabel reclamam de tráfego intenso em rua

Moradores do bairro Santa Isabel reclamam de tráfego intenso em rua

Matéria publicada em 28 de junho de 2018, 20:14 horas

 


Prefeitura de Barra Mansa informou que construtora vai reparar estragos feitos por passagem de caminhões

Barra Mansa – Moradores do bairro Santa Isabel reclamam do tráfego intenso de veículos na localidade: a maioria de caminhões com cargas pesadas. Segundo eles,   a Rua São Geraldo é estreita e o asfalto está sendo danificado  por caminhões de uma empresa que está construindo um condomínio próximo ao bairro.

– A rua sempre apresentou problemas de estrutura. Antes do asfalto, aqui era um brejo e atualmente com o trânsito intenso de veículos pesados está ficando tudo destruído. Temos medo de que a rua acabe cedendo e um acidente aconteça – disse Diego Rafael Alves, de 32 anos, que é morador do bairro há 15 anos.

Segundo os moradores, o problema na localidade começou devido a construção de um condomínio nas proximidades. Em função da obra, diariamente, o trânsito de caminhões com materiais de construção é constante, nos períodos das 6 às 18 horas.

A determinação da prefeitura para que a rua fique em mão única desagradou os moradores. Eles afirmam que o acesso às casas ficou mais difícil e os motoristas têm que fazer um retorno de cerca de 30 quilômetros para chegarem em casa. Pais e alunos de uma escola e creche também afirmam que estão prejudicados com a medida, uma vez que são obrigados a fazer retorno para ter acesso às unidades de ensino.

O morador Geziel de Souza Ribeiro, 30 anos, conta que a Rua São Geraldo é uma das mais movimentadas do bairro e com maior número de crianças utilizando esse espaço para brincadeiras. Além disso, ele lembrou que a pista é o principal acesso para a escola e a creche do bairro.

– Para chegar até a nova creche e à escola, temos que fazer um caminho mais longo, que atrasa o percurso em 30 minutos, reclamando se tornou exclusiva para caminhões – contou Geziel.

A prefeitura informou, por meio de nota, que a Secretaria de Habitação realizou na última terça, dia 26, uma reunião com a Associação de Moradores do bairro, moradores e lideranças comunitárias.

Segundo a nota, no encontro ficou acertado que, visando a segurança dos pedestres, o tráfego será em mão única durante o dia. Após as 18h30, o trânsito voltará ao normal (mão dupla). A prefeitura informou ainda que os caminhões utilizam a via descarregados e que prejuízos ao asfalto serão de responsabilidade da construtora responsável pela obra, que já garantiu os reparos na via.

Os moradores foram informados sobre as decisões através de faixas, carros de som e panfletos distribuídos no bairro. “É importante destacar que as obras também trazem benefícios para a população como ofertas de novos postos de trabalho e melhorias na estrutura de água e esgoto”, conclui a nota.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document