terça-feira, 19 de outubro de 2021 - 01:38 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Novo ônibus do Tarifa Comercial Zero começa a rodar na segunda-feira

Novo ônibus do Tarifa Comercial Zero começa a rodar na segunda-feira

Matéria publicada em 30 de agosto de 2019, 19:08 horas

 


Segundo veículo vai ajudar a reduzir o tempo de espera nos pontos de parada e a rota da Linha 2 incluirá Shopping Park Sul
(Foto: Gabriel Borges- Secom PMVR)

Volta Redonda- O segundo ônibus do projeto Tarifa Comercial Zero começa a operar em Volta Redonda a partir da próxima segunda-feira, dia 2 de setembro. O veículo passou por um período de testes e vai se juntar ao ônibus que já está em circulação. De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães, um dos veículos terá também em seu itinerário o Shopping Park Sul.
– Colocaremos à disposição dos cidadãos a linha 2 que fará um percurso de ligação dos centros comerciais ao Shopping Park Sul. Contribuindo com a mobilidade com um transporte moderno, confortável, inclusivo e ambientalmente sustentável para fomentar negócios, emprego e renda na nossa cidade – afirmou Joselito.
O projeto transporta cerca de mil pessoas diariamente pelos principais centros comerciais de Volta Redonda: Retiro; Aterrado; Vila Santa Cecília e Centro (Amaral Peixoto). E segundo o prefeito Samuca, até outubro o Tarifa Comercial Zero terá três ônibus operando, o que vai reduzir para aproximadamente 20 minutos o tempo de espera nos pontos.
– O projeto deu certo, o ônibus elétrico transporta muita gente e vamos ampliar esse benefício para a população – afirmou Samuca Silva, lembrando que o Tarifa Comercial Zero fez parte do projeto vencedor do prêmio ‘Prefeito Empreendedor Nacional’, realizado pelo Sebrae, vencido por ele na categoria ‘Inclusão Produtiva e apoio ao Microempreendedor Individual’.
O Tarifa Comercial Zero conta com ar condicionado, internet Wi Fi e ligações USB para recarregar aparelhos moveis. O ônibus circula de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h, e no sábado, até as 14h. O veículo não polui o meio ambiente por ser elétrico, além de ser silencioso.

Pontos de ônibus

Além dos novos veículos, em breve os usuários do Tarifa Comercial Zero contarão com novos pontos de parada confortáveis e modernos. De acordo com informações da SMDET, a empresa vencedora do pregão eletrônico para fornecer e instalar os abrigos de passageiros já iniciou a fabricação dos equipamentos.
– Serão instalados abrigos com rede wifi, portas USB, Universal e HDMI para carregamento de celulares, totem com painel solar e monitor para informação de horário do coletivo, além de informações Institucionais. Os pontos terão ainda acessibilidade, possuindo vaga exclusiva para pessoas com deficiência – explicou Joselito Magalhães.
Além de modernos, os abrigos também serão benéficos ao meio ambiente, assim como o ônibus elétrico. Terão estrutura em perfil metálico (material 100% reciclável); o painel fotovoltaico, que consome a energia gerada pelo sol para carregar os celulares; e lâmpadas LED, que iluminam mais e consomem menos, além de terem longa vida útil.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Volta Redonda que eu quero

    Projeto muito bom..
    Todos onibus devem passar no Park Sul.

    Seria possível criar um ponto no bairro Niterói, na altura da Polícia Militar….

    Ajudaria o comércio de Niterói,,Vodca e início do Retiro.

  2. Se tem um projeto que deu certo no governo Samuca, foi esse… Vanguardista, eficiente, ecologicamente correto e bonito. Chama atenção onde passa, é como um “Rolls Royce” dentre os ônibus. Apesar de só ter utilizado, gostei muito, tanto do veículo quanto da rapidez no deslocamento, fazendo uma linha praticamente expressa, com poucas paradas. Vc se sente como num VLT sobre rodas…

    • O custo deve ser maior do que o VLT.

      Não foi à toa que criou o imposto da Iluminação Pública com a ajuda de 18 dos 21 vereadores de Volta Redonda votaram pela aprovação. Fernando Martins (PMDB) e Carlinhos Santana (Solidariedade) votaram contra o projeto, enquanto o vereador Jari (PSB) se absteve de votar, ou seja, disse amém, digo, foi a favor.

    • Não se faz uma omelete sem quebrar ovos. Vc deve conhecer o “trade-off” da administração: no pain, no gain… Não havendo malversação, prevaricação (como há indícios no caso Viação Sul Fluminense) ou qualquer outra ilegalidade, o conceito de caro ou barato fica subjetivo quando entra em jogo o custo/benefício…

  3. Realmente isso foi muito bom para a cidade, agora até os mais pobres sem carro conseguirão chegar ao shopping, mesmo comprando pouco o pobre também compra.
    Parabéns ao prefeito!!!

    • A área de alimentação do shopping certamente será muito beneficiada com o fluxo aumentado, assim como o setor de vestuário… As pessoas que vão ao shopping a pé ou de ônibus, muitas têm carro, não são miseráveis como se pensa, mas não podem ou não querem arcar com os custos associados à guarda do veículo. Outrossim, pobre consome proporcionalmente mais, em relação à renda, do que aquele que está melhor de finanças, que cultiva dinheiro como se fosse uma fazenda de engorda…

  4. Samuca
    Não dá para colocar um até a Praça da Matriz em Barra Mansa ?

Untitled Document