sábado, 8 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Acidentes domésticos envolvendo crianças e idosos aumentaram durante quarentena

Acidentes domésticos envolvendo crianças e idosos aumentaram durante quarentena

Matéria publicada em 3 de maio de 2020, 11:27 horas

 


Sul Fluminense e Brasília – Levantamento da Sociedade Brasileira de Pediatria aponta que os acidentes envolvendo crianças e aumentaram 25% durante a quarentena provocada pela pandemia de Covid-19. A entidade reforça ainda a importância de redobrar cuidados com idosos, que também fazem parte do grupo vulnerável

A especialista em administração condominial, Vanisi Ferreira,  ressaltou os principais cuidados para evitar acidentes domésticos. “Crianças e animais de estimação estão mais suscetíveis a sofrem acidentes dentro de casa. Por isso, as principais dicas valem para ambos os grupos. É importante instalar telas de proteção nas janelas de apartamentos para evitar quedas, manter materiais de limpeza e substâncias tóxicas bem guardados, em locais altos, estar sempre de olho o que as crianças e animais estão fazendo, manter fora do seu alcance objetos cortantes ou perfurantes e objetos muito pequenos, que possam ser engolidos”, afirmou.

Segundo Vanisi Ferreira, os adultos, idosos e pessoas com dificuldade de locomoção e também devem tomar cuidados. “É importante estimular os idosos a se manterem ativos, mas é fundamental tomar certos cuidados para evitar acidentes. Assim como com as crianças, a proteção de janelas e varandas também é importante para os idosos. Outras dicas fundamentais são: não deixar o chão molhado após a limpeza, retirar tapetes ou itens de decoração que possam provocar quedas ou dificuldade de locomoção, redobrar a atenção ao cozinhar. Os mais jovens também devem ter atenção redobrada a realizar atividades como limpeza de janelas, subir em escadas, manusear ferramentas como martelos e furadeiras”, destacou.

A representante comercial Josieni do Nascimento está cumprindo o isolamento social com os seus filhos Vitor Hugo, de sete anos, e Maria Vitória, de apenas cinco meses. A moradora do bairro Vila Maria, em Barra Mansa, contou também sobre os cuidados com a sua mãe, Josefa do Nascimento, 73 anos, que é sua vizinha.

“Para quem tem criança de colo, é mais difícil ficar de olho no que as crianças maiores estão fazendo. Aqui em casa, os itens de maior atenção são o fogão e os objetos cortantes. Estou sempre orientando a minha mãe, que está cumprindo o isolamento social na sua casa, que fica no andar de cima, para tomar todos os cuidados ao cozinhar ou limpar a casa. Evitar acidentes também ajuda a não sobrecarregar o sistema de saúde, além de evitar o contato com um ambiente de alto índice de proliferação do Coronavírus, como hospitais”, comentou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar
    Cidadão de Volta Redonda

    Evitar acidentes agora é uma questão de sobrevivência. Ir ao hospital nesse momento é muito arriscado, o COVID 19 está muito concentrado nesse local.

Untitled Document