terça-feira, 11 de maio de 2021 - 19:04 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Número de devotos faz igreja celebrar missa fora do templo

Número de devotos faz igreja celebrar missa fora do templo

Matéria publicada em 14 de junho de 2015, 21:14 horas

 


Público estimado em cerca de seiscentas pessoas era maior que a lotação da igreja, no bairro NIterói

Santo Antônio: Fiéis prestam sua homenagem ao santo casamenteiro

Santo Antônio: Fiéis prestam sua homenagem ao santo casamenteiro

Volta Redonda – Centenas de católicos se reuniram neste sábado na matriz de Santo Antônio no bairro Niterói para celebrar o dia do padroeiro de Volta Redonda. A missa em homenagem ao santo aconteceu nos arredores da igreja, devido ao grande número de fiéis que participaram da celebração – o público estimado em 600 pessoas era maior que a capacidade do templo. A missa foi celebrada pelo padre da paróquia, Carlos Henrique Rosa, que discursou sobre a história de Santo Antônio.
– Santo Antônio era muito caridoso, ajudava os mais necessitados, converteu milhares de pessoas, se dedicou muitos aos estudos: foi um grande pregador do evangelho – comentou.
No final da missa foi realizada a tradicional benção dos pães que foram distribuídos entre os devotos.
– A benção dos pães é devido à sensibilidade social que Santo Antônio possuía e o pão é símbolo de toda comida, é abençoado em todas as celebrações para que não falte na mesa de ninguém, proporcionando muita fatura as famílias durante o ano – falou.
Muitos fiéis prestaram suas homenagens ao santo, agradecendo pelas graças recebidas e renovando seus pedidos. Fiéis de outras comunidades também festejaram o dia de Santo Antônio. Sonia de Oliveira, moradora do Santa Rita do Zarur, aproveitou para agradecer pela saúde de seus filhos.
– Volto à igreja neste dia especial para agradecer pela saúde de minha família, principalmente dos meus filhos, um deles foi batizado nesta paroquia – comentou.
Outra devota de Santo Antônio que acompanhou a celebração foi a aposentada Teresinha Alves que participa ativamente das atividades da paroquia.
– Participo toda semana das celebrações da igreja, há 40 anos sou devota de Santo Antônio, é muito importante ter fé, peço sempre em minhas orações pela minha família e a de todos – contou.
O festejo a Santo Antônio seguiu durante todo o dia com procissão no final da tarde, nas ruas do bairro e encerrando as comemorações foi celebrada uma missa com Dom Francisco Biasin.

Santo casamenteiro

Santo Antônio é conhecido popularmente como santo casamenteiro. O Dia dos Namorados é comemorado no dia 12 de junho no Brasil, por ser véspera do dia do santo. Os fiéis acreditam que Santo Antônio auxilia os corações desamparados. O Bispo emérito Dom João Messi, da diocese Volta Redonda-Barra do Piraí, explicou sobre o lado casamenteiro de Santo Antônio.
– Ele é conhecido como santo casamenteiro, pois ajudava muitos casais a oficializar a união. O santo arrecadava ofertas para promover o casamento cristão de amor e felicidade – disse.
O Bispo relatou ainda que muitas pessoas se aconselhavam com o santo que era um exemplo de generosidade e alegria.
– O povo tem devoção ao santo também por sua caridade e atualmente a população está precisando de generosidade em seus corações e alegria, muitos fiéis mantém a devoção na busca por sua alma gêmea – finalizou o Bispo.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    É isso, esta molecada forma verdadeiras gangs e acabaram com as festas juninas. Ali na Igreja de Niterói mesmo, ocorreram mortes em festas anteriores. Quem vai então ao evento? Ninguém!!! E os valores sociais vão cada vez mais se deteriorando. É filho agredindo pais, alunos batendo em professor dentro da sala de aula, traficantes são um poder paralelo, onde enfim vamos parar? Está difícil e complicado. Só Jesus na causa.

  2. Avatar
    Ricardo Gomes - Tricolor da Vila Mury

    Que saudade tenho da tradicional festa de Santo Antônio. Quando as famílias iam saborear a pizza frita, em paz, com calma, sem violência.
    Essa molecada que só sai da casa para brigar, arrumar confusão, roubar, conseguiram acabar com uma tradição. Acabaram com tudo. Falta de educação. Cadê a família????? Ah. Esqueci. Acabaram também com as festas de Bom Jesus, São Sebastião, São Geraldo…….
    Reclamam do governo, mas educação vem do berço.

Untitled Document