>
terça-feira, 28 de junho de 2022 - 21:20 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Onda de frio: Volta Redonda promove campanha para arrecadar cobertores

Onda de frio: Volta Redonda promove campanha para arrecadar cobertores

Matéria publicada em 18 de maio de 2022, 11:17 horas

 


Abrigos, projetos sociais e as cadeias públicas da região começaram a receber as primeiras remessas de doações

Foto: Geraldo Gonçalves (Secom/PMVR)

Volta Redonda – Uma onda de frio está prevista para a região nos próximos dias, por conta disso, a Secretaria Municipal de Ação Comunitária (SMAC), por meio dos CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) e dos Centros de Convivência, começa a receber nesta quarta-feira (18) agasalhos e cobertores para serem doados a pessoas em situação de rua, usuários do Centro Pop e abrigados do Abrigo Seu Nadim e no SOS (Serviço de Obras Sociais). As doações também serão destinadas a entidades inscritas nos Conselhos da Assistência Social e da Criança e do Adolescente.

A secretária de Ação Comunitária, Carla Duarte, destacou que o governo municipal mantém, durante o ano inteiro, o serviço de acolhimento no Abrigo Seu Nadim, no bairro Nossa Senhora das Graças, e também no espaço mantido pelo Serviço de Obras Sociais (SOS), no bairro Voldac. Ao todo, são ofertadas 40 vagas para homens e mulheres.

“A campanha do agasalho superou nossas expectativas no ano passado com a participação de toda a cidade. Com o frio chegando, contamos novamente com a população volta-redondense para colaborarmos com as pessoas em situação de rua e com as entidades. Nosso objetivo é que elas enfrentem este inverno com segurança, dignidade e calor humano”, disse Carla Duarte.

Todos os dias, a SMAC disponibiliza, às 19h, transporte para o abrigo do SOS. O ponto de saída é no Centro Pop, na Rua Geraldo Di Biasi, nº 298, bairro Aterrado, onde as pessoas são alimentadas, tomam banho e recebem cuidados necessários.

O prefeito Antonio Francisco Neto, através de seu gabinete, está arrecadando cobertores para serem entregues às casas de custódias da região. Doações já foram feitas para unidades de Volta Redonda e no distrito de Bulhões, em Resende.

“Os abrigos, projetos sociais e as cadeias públicas da região começaram a receber as primeiras remessas de tudo que já arrecadamos. Nosso agradecimento a todos os empresários e amigos que já nos ajudaram, mas lembramos que o frio está só começando. Precisamos de muito mais. Todos aqueles que quiserem ajudar, basta deixar o cobertor aqui na Prefeitura que a gente faz a doação”, disse Neto, acrescentando: “Nosso abrigo está pronto para receber as pessoas em situação de rua e nossas parcerias com as instituições sociais estão firmes. Não vamos deixar ninguém desamparado”.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Hipócrita de plantão

    Hipocrisia institucionalizada! Tem dinheiro público para retomar viagens da terceira idade, mas não tem prá assistência social? Prafake fazendo história.

Untitled Document