sábado, 24 de outubro de 2020 - 11:39 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / ONGs de apoio a animais pedem colaboração e ajuda material

ONGs de apoio a animais pedem colaboração e ajuda material

Matéria publicada em 7 de março de 2016, 20:01 horas

 


ong (2)

Evento: No último sábado, organizações realizaram uma feira de adoção no Corredor Cultural, em Barra Mansa
(Foto: Franciele Bueno)

Barra Mansa- As ONGs Arca de Noé e APA (Associação de Proteção Animal) de Barra Mansa, que defendem as causas e direitos dos animais, estão precisando de ajuda. É que elas, que sobrevivem por meio de doações e colaborações de voluntários, estão necessitando dos mais diversos materiais e até mesmo ração para os animais que ficam em abrigos até conseguirem um lar definitivo. Segundo a presidente da APA, Cecília Amaral, hoje são precisos 90 sacos de ração por mês, três por dia, em média.
– Temos apenas um doador que nos presenteia com 40 sacos, o restante tem que correr atrás e garantir com voluntários. Por isso, precisamos de mais doações de ração e material de limpeza – falou Cecília.
Cecília contou que atualmente são aproximadamente 100 animais que vivem em um abrigo mantido pela APA. Todos foram resgatados das ruas e estão disponíveis para adoção. No entanto, antes de ganharem um lar fixo, os bichinhos recebem cuidados médicos e são castrados.
A presidente da ONG lembrou que muitos desses animais antes de chegarem ao abrigo foram maltratados, abandonados e alguns até mutilados.
– Nós o resgatamos, cuidamos, realizamos a castração e deixamos à disposição para adoção – disse Cecília, acrescentando que no último final de semana aconteceu a feira de adoção no Corredor Cultural, onde entre 12 animais postos para serem doados, apenas quatro cães conseguiram um novo lar. Desses, três eram filhotes e um adulto.
Cecília comentou que há uma dificuldade na adoção de cães adultos ou idosos.
– Trouxemos 12 cães, entre adultos e filhotes e percebemos que há muita dificuldade de uma família acolher um animal em fase adulta, por ter medo deste cão ter seus vícios e não se adaptar ao ambiente. Mas garanto que isso é bobagem, pois um animal que já passou por sofrimento, recebendo amor e sendo bem cuidado irá facilmente acomodar na nova casa. É preciso dar uma chance aos cães adultos e idosos, muitos deles depois de serem abandonado não conseguem uma família e acabam morrendo no abrigo, isso é muito triste – disse.
Quem tiver interesse em ajudar as ONGs pode deixar sua doação no bazar da Rua José Marcelino Camargo, nº 1823, no Centro. Já os que quiserem adotar um animal, mas perdeu a feira de adoção do último sábado, pode entrar em contato com as ONGs através do Facebook. Para adotar algum animal a pessoa deve ser maior de idade, apresentar documento original com foto e cópia do RG e CPF, além de comprovante de residência.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    Acredito que não houve má fé. Provavelmente a castração é paga ou porque o veterinário é particular e/ou pelo material. Mas entendo seu lado.

  2. Avatar
    Mentira. Não fizeram doação de animal castrado

    Afirmo que está presidente da APA está dando uma declaração enganosa, pois adotei duas gatas, o rapaz que fez o termo de adoção me garantiu que depois de quatro meses era pra eu voltar lá com o papel que as gatinhas seriam encaminhadas para castração, quando voltei ele disse que não era bem assim que eu tinha que pagar uma taxa, e agora uma das gatinhas está prenha E EU QUE ME ViRE, NÉ? Como fica minha situção agora? Será que ela vai abrigar os gatinhos da minha gata agora?

Untitled Document