segunda-feira, 21 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / ‘Outubro Rosa’: Jovem relata a descoberta do câncer de mama aos 27 anos

‘Outubro Rosa’: Jovem relata a descoberta do câncer de mama aos 27 anos

Matéria publicada em 9 de outubro de 2019, 14:11 horas

 


 

Tuane participou de um ensaio fotográfico sobre o tema (Foto: Fabíola Ito)

Volta Redonda – Dando continuidade a série de entrevistas com o tema: Outubro Rosa, desta vez, o DIÁRIO DO VALE, entrevistou a operadora de caixa Tuane Aparecida de Oliveira, de  27 anos, moradora de Barra Mansa, a descoberta do câncer de mama foi em 2017. Aconteceu quando ela foi passar por um procedimento cirúrgico para retirar um cisto que, posteriormente, foi dado como um tumor. Tuane relatou a reportagem que sentiu muita queimação no peito, o que acho estranho.

– Senti muita queimação no peito. Senti uma dor forte junto com a queimação, apertei o peito e logo senti um carocinho. Foi aí que comecei a investigar. Procurei um ginecologista e o mesmo já me encaminhou para um mastologista. Fiz vários exames e após os resultados, o mastologista me encaminhou para um cirurgião. Foi quando realizei a cirurgia – disse.

Segundo Tuane, outro procedimento precisou ser feito. Com ele, veio a tristeza provocada pelas reações ao tratamento e a esperança de que, com o apoio da família e amigos, a dor foi superada.

– Em janeiro de 2018 precisei fazer outra cirurgia. Essa foi para eu fazer uma raspagem do local onde se encontrava o tumor. Em em fevereiro de 2018 comecei o tratamento com quimioterapia e foram 6 sessões. Foi aí que veio a tristeza, ainda mais pela queda do meu cabelo. Logo em seguida, vieram mais 17 sessões de herceptim e 30 sessões de radioterapia. Tive muito apoio dos meus familiares, amigos, esposo. Meu esposo raspou a cabeça junto comigo. Quando eu ia tirar fotos, minhas irmãs e amigas, colocavam lenços e tiravam fotos comigo. Foram momentos de dor e sofrimento.Nunca perdi a fé, nunca perdi a esperança e sempre tive a certeza de que Deus estava no controle de tudo. Depois de quase dois anos de tratamento,vou voltar a levar minha vida normalmente, na certeza de que tudo isso que passou, foi apenas um aprendizado que vou levar para sempre – relatou.

A campanha Outubro Rosa alerta as mulheres de todo o Brasil para a prevenção ao câncer de mama e ao de colo de útero. Segundo o Ministério da Saúde, o câncer de mama responde, atualmente, por cerca de 28% dos casos novos de câncer em mulheres. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando menos de 1% do total de casos da doença. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Estatísticas indicam aumento da sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Existem vários tipos de câncer de mama. Alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria dos casos tem bom prognóstico.

Para o ano de 2018, foram estimados 59.700 novos casos de câncer de mama no Brasil.

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document