quarta-feira, 1 de abril de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Parque Centenário funcionará até às 12 horas durante o Carnaval

Parque Centenário funcionará até às 12 horas durante o Carnaval

Matéria publicada em 17 de fevereiro de 2020, 15:37 horas

 


Funcionamento será mantido a partir deste sábado, dia 22
(Foto: Paulo Dimas)

Barra Mansa– O Parque Natural Municipal Centenário, popularmente conhecido como Jardim das Preguiças, no Centro, funcionará até às 12h durante o Carnaval, entre os dias 22 e 25 de fevereiro. A medida é da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e visa preservar a unidade e proteger os animais, como preguiças e aves, que ali habitam. De acordo com o secretário, Vinícius Azevedo, o funcionamento será mantido pela manhã, a partir do dia 22.

– O Carnaval é uma das festas mais populares do calendário brasileiro e nossa cidade segue esta tradição. Como grande parte da programação do evento fica concentrada no Calçadão Dama do Samba Paula de Jesus Francisco, próximo ao Parque, por uma questão de cuidado com o patrimônio público e o meio ambiente decidimos pelo fechamento da área nos dias de folia – explicou Vinícius Azevedo, ressaltando que a unidade volta ao expediente normal no dia 26.

O parque

O Parque Centenário é um dos pontos de referência cultural e turística de Barra Mansa. Foi criado em 1870, a partir do projeto do engenheiro Auguste François Marie Glaziou, principal paisagista do Império francês. Em 1991 foi reorganizado pelo paisagista Burle Marx.

O Parque concentra diferentes espécies arbóreas centenárias, como a Canforeira do Ceilão, as Figueiras da Índia, as Palmeiras Imperiais das Antilhas e as Esterculas Fétidas da China, além de um antigo coreto e dois monumentos, em homenagem ao fundador da cidade, Custódio Ferreira Leite, e o outro em homenagem ao primeiro centenário do município. O local ainda abriga alguns animais, entre eles micos, cotias, pássaros e a preguiça.

O espaço é frequentado por crianças, jovens e idosos. Destaque para os inúmeros atletas que optam pelas atividades físicas em meio à natureza.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar
    Luiz Felipe Guimarães

    O parque está completamente abandonado. Restos de arvores caídas. Troncos com as raízes sem arrancar. Espaços vazios onde haviam árvore que foram retiradas. Árvores velhas que só têm galhos sem folhas e estão prestes a cair, etc.
    Se não forem tomadas providências urgentes Barra Mansa ficará sem este parque muito em breve.
    Sugiro ao DV fazer uma visita ao parque para ver in loco a péssima situação do parque

Untitled Document