;
segunda-feira, 23 de novembro de 2020 - 18:19 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Pinheiral orienta produtores para Cadastro Ambiental Rural

Pinheiral orienta produtores para Cadastro Ambiental Rural

Matéria publicada em 6 de março de 2015, 19:34 horas

 


Pinheiral

Com o objetivo de promover a identificação e a aquisição de informações ambientais das propriedades rurais, a prefeitura de Pinheiral, orientou os produtores do município com relação ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) exigido pelo Ministério do Meio Ambiente. O cadastro é obrigatório a todos os imóveis rurais brasileiros, independente do tamanho, sejam ele públicos ou privados. O CAR também auxilia na realização de planejamento ambiental, monitoramento, combate ao desmatamento e regularização ambiental.
Para esclarecer dúvidas, nesta semana, a Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Rural, convidou o técnico do Inea (Instituto Estadual do Ambiente), Alexandre Pilad, para uma palestra de orientações ao produtor da cidade.
Alexandre iniciou a apresentação esclarecendo o principal objetivo do CAR.
– O cadastro vai nos auxiliar a fazer um raio-x de todo o território. O Inea quer conhecer as propriedades para futuras parcerias, ações e planejamentos – disse
Alexandre declarou que o cadastro, que é gratuito, deve ser feito pela internet.
– O cadastro é feito pela internet e é gratuito. O proprietário preenche o formulário disponível no site do Cadastro Ambiental Rural (www.car.gov.br) e envia as informações por meio do Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (SiCar) – afirmou, lembrando que as informações devem ser declaradas até maio.
O secretário do Ambiente e Desenvolvimento Rural, Marlon Sarubi, revelou que está mobilizando toda uma equipe de trabalho para a realização de um balcão de atendimento para o preenchimento dos cadastros.
– A prefeitura vai promover, no dia 11 de abril, na Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Rural, um balcão de atendimento para auxiliar todos os produtores do município neste cadastro. Lembrando que o cadastro é obrigatório e será exigência para diversas ações como financiamento, venda para a merenda escolar, acesso ao programa de Regularização Ambiental, comprovação da regularidade ambiental dos imóveis, além de oferecer segurança jurídica ao produtor – esclareceu.
O prefeito José Arimathéa (PT), que também participou da atividade, revelou que o CAR também será exigido no processo da regularização das terras que começa em breve.
– Precisamos que todos os produtores façam o Cadastro Ambiental Rural. O processo de regularização de terras de Pinheiral já está para começar e o Ministério Público solicitou que na área rural, o governo municipal priorize quem utiliza a terra para produzir. Provavelmente, este cadastro será uma exigência para o processo – alertou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document