domingo, 5 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Pinheiral realiza campanha educativa de proteção às áreas verdes

Pinheiral realiza campanha educativa de proteção às áreas verdes

Matéria publicada em 5 de junho de 2020, 10:07 horas

 


Pinheiral – Devido ao período de seca e o aumento da facilidade de queimadas em áreas verdes a prefeitura lançou nesta sexta-feira, 5, a campanha de combate às queimadas no município. A ação objetiva sensibilizar a população quanto os danos das queimadas para o meio ambiente como, por exemplo, o aumento de problemas respiratórios provocados pela fumaça.

A assessora de Educação Ambiental, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Natália Nolasco Rios, falou sobre a relação entre as queimadas e a pandemia do Covid-19.

“A campanha de combate às queimadas surge da necessidade de sensibilizar e atentar a população de Pinheiral quanto às queimadas. Todos os anos nós procuramos orientar o município que essa prática configura crime ambiental, sujeito a multa ou até seis anos de reclusão, entretanto, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente tem recebido muitas denúncias de foco de incêndio. Por estarmos em período de seca, o fogo quando ateado se alastra mais facilmente, não sendo possível dimensionar se a chama permanecerá em um só lugar ou se irá se propagar até áreas verdes”, disse.

“As queimadas são extremamente prejudiciais ao meio ambiente e a saúde, já que ela prejudica a qualidade do ar e piora problemas respiratórios, além de contribuir para o aumento do aquecimento global. Devido à pandemia causada pelo covid-19, evitar queimadas se tornou algo ainda mais necessário, visto que a fumaça gerada por elas pode levar mais pessoas a procurar os postos de saúde por dificuldades de respirar, o que é, também, um sintoma do coronavírus. Isso sobrecarrega os pontos de atendimento à saúde, interferindo na qualidade e triagem quanto às suspeitas da doença. Por isso, é necessário que as pessoas não façam queimadas, mesmo que seja pra queimar um lixo considerado pequeno no quintal de casa”, disse a assessora.

Vale ressaltar, que a queima de materiais ao ar livre é passível de multa e reclusão de 3 a 6 anos, segundo o artigo 73 do Código Municipal do Meio Ambiente e o artigo 250 do Código Penal.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document