sábado, 31 de julho de 2021 - 03:57 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Plano Municipal de Saneamento Básico está disponível para consulta popular em Resende

Plano Municipal de Saneamento Básico está disponível para consulta popular em Resende

Matéria publicada em 17 de março de 2015, 11:01 horas

 


Resende –

A Sanear (Agência de Saneamento de Resende) entregou na semana passada ao prefeito José Rechuan o projeto de revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico, que tem como objetivo a universalização dos serviços de água, esgoto e drenagem do município. O documento já está disponível para consulta pública no site da Prefeitura, no link http://goo.gl/uq4xt2.

– Este plano é de suma importância porque é o resultado de um planejamento que visa projetar os investimentos no setor para os próximos 20 anos. O que fortalece ainda mais este trabalho é o fato de que não foi um ato isolado da Prefeitura, mas sim um trabalho que reuniu o Poder Público e diversas entidades da sociedade civil – apontou o prefeito Rechuan.

O presidente da agência, José Renato Bruno, explicou que o plano contempla toda a previsão de investimentos nas áreas de abastecimento de água, serviço de esgoto e drenagem urbana na zona urbana e rural e pode ser revisado a cada quatro anos.

– É fundamental a participação popular nesse processo, por isso o plano está no site da Prefeitura para consulta previa e em seguida promoveremos uma audiência pública, quando a população terá a oportunidade de fazer sugestões – afirmou o presidente da Sanear, acrescentando que a previsão é que a audiência aconteça em abril.

De acordo com José Renato, o trabalho foi elaborado por uma equipe técnica da Prefeitura, em parceria com a empresa Vallenge Consultoria Projetos e Obras Ltda. A primeira etapa da revisão foi o levantamento e diagnóstico dos serviços no município, que contou com a participação da comunidade.

Uma dessas ações, a Leitura Comunitária, consistiu na entrega de questionários aos moradores para avaliação dos serviços de abastecimento de água, sistema de esgotamento sanitário e drenagem de águas pluviais urbana. Essa avaliação serviu de base para o diagnóstico do sistema de saneamento.

De acordo com José Renato, a elaboração do documento passoupor três etapas: em primeiro lugar, foi feito um Diagnóstico da situação dos sistemas de água, esgoto e drenagem urbana do município; em segundo lugar, a Visão de Futuro, na qual foram estabelecidas metas e um planejamento visando à universalização dos serviços; e em terceiro lugar, foi realizada a elaboração do Plano de Saneamento Básico.

A empresa Vallenge Consultoria foi contratada por meio de um convênio com o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Ambiente, sob a intermediação da AGEVAP (Associação Pró-gestão de Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul). Os levantamentos foram acompanhados por uma equipe técnica, composta por funcionários da SANEAR, da AMAR (Agência do Meio Ambiente de Resende), das secretarias municipais de Obras, Planejamento e Saúde, além de um representante da concessionária Águas das Agulhas Negras.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document