terça-feira, 2 de junho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Porto Real inicia fase de testes em câmeras de videomonitoramento

Porto Real inicia fase de testes em câmeras de videomonitoramento

Matéria publicada em 22 de maio de 2020, 18:46 horas

 


Todo sistema de videomonitoramento estará em funcionamento em até 30 dias, segundo a prefeitura
(Foto: Alexandre AJ- Secom)

Porto Real– O município conta com 13 câmeras de videomonitoramento ativadas, que estão em fase de ajustes técnicos, segundo a Secretaria Municipal de Ordem Pública, que continua com a implantação do sistema integrado de segurança. De acordo com a prefeitura, as demais 63 câmeras serão ativadas até o próximo mês, com isso, o município contará com o total de 76 equipamentos. O prefeito Ailton Marques destacou a contribuição do videomonitoramento para a segurança da população.
– Estamos trabalhando com equipamentos de categoria mundial; utilizados nos mais diversos países. Trata-se de um sistema de qualidade, principalmente, pela geração de imagens e confiabilidade do hardware utilizado. Dessa maneira será possível proporcionar mais segurança e qualidade de vida para a população, garantido mobilidade e ordem no município – disse.
O secretário municipal de Ordem Pública, Carlos Machado, comentou que das 60 câmeras fixas, seis serão usadas em escolas específicas para reconhecimento facial. E as demais serão distribuídas nas entradas de Porto Real e outras no monitoramento das ruas.
– As câmeras serão ativadas, gradativamente, priorizando as entradas da cidade. Nesses locais estão instaladas as câmeras do tipo LPR, que identificam as placas dos veículos. Dentro de aproximadamente 30 dias todo o sistema de videomonitoramento estará em pleno funcionamento com geração de imagens no Centro de Controle Operacional. Serão seis câmeras de leitura de placas (LPR); 10 com movimento horizontal e vertical, além de zoom óptico de 20x e outras 60 câmeras fixas, distribuídas para monitoramento urbano. E seis serão usadas em escolas específicas para reconhecimento facial – considerou o secretário que completou explicando o funcionamento do Centro de Controle Operacional, localizado à Secretaria de Ordem Pública.
– Os profissionais da Secretaria, devidamente treinados, terão acesso às imagens ao vivo, 24 horas por dia, através do Centro de Controle Operacional (CCO), onde as mesmas também ficarão arquivadas – finalizou Carlos.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document