;
domingo, 29 de novembro de 2020 - 06:38 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Praia do Aventureiro atinge lotação máxima para o Réveillon

Praia do Aventureiro atinge lotação máxima para o Réveillon

Matéria publicada em 29 de dezembro de 2015, 09:12 horas

 


praia

Controle: Para evitar agressões ao meio ambiente, vila de pescadores tem o acesso limitado a 560 pessoas por dia
(Foto: Divulgação PMAR)

Angra dos Reis- A Fundação de Turismo de Angra dos Reis (TurisAngra) concluiu ontem o cadastramento das pessoas que poderão passar o Réveillon na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) da Praia do Aventureiro, na Ilha Grande. A vila de pescadores tem o acesso limitado a 560 pessoas por dia, que podem se hospedar em campings autorizados, mediante cadastro prévio no Centro de Informações Turísticas da Praia do Anil (CIT).

O controle de acesso à Praia do Aventureiro foi feito pela liberação de uma pulseira e um voucher, distribuídos pela TurisAngra no CIT Praia do Anil. A distribuição foi feita pela ordem de chegada, apenas para o próprio solicitante e no dia de embarque.

A fiscalização da ocupação na Praia do Aventureiro será responsabilidade do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), por meio do Parque Estadual da Ilha Grande (PEIG), e dos organismos de segurança ambiental, que realizarão uma operação especial de ordenamento até o dia 4 de janeiro. O PEIG pretende manter quatro servidores no local com o objetivo de garantir que só as pessoas devidamente autorizadas fiquem no local.

A eventual retirada de turistas que tenham ido ao Aventureiro sem autorização, será feita com apoio da Polícia Militar, por meio do Batalhão de Polícia Florestal e de Meio Ambiente (BPFMA), que também terá policiais durante a operação. Ao todo, a fiscalização na RDS do Aventureiro terá a supervisão de pelo menos sete agentes públicos, garantindo a preservação ambiental e cultural da comunidade.

Para o presidente da TurisAngra, Klauber Valente, o controle feito há vários anos no Aventureiro é um modelo para outras praias da Ilha Grande. Segundo ele a ocupação sem controle na Ilha é uma ameaça ao turismo sustentável, que deve ser a prioridade dos operadores de turismo da localidade. O papel da TurisAngra, segundo Valente, é apoiar ações com esse objetivo.

— A Fundação de Turismo cumpriu o seu papel no controle de visitantes à RDS da Praia do Aventureiro. Agora o foco é a fiscalização e o ordenamento, que é responsabilidade do Inea e da Polícia Militar. A Ilha Grande deve ser preservada a todo o custo e com muito empenho. Em muitas praias, os danos ao ambiente já são preocupantes. Desenvolver a atividade turística em toda a Ilha precisa ser integrado com as comunidades, visando o controle do impacto ambiental. Na Praia do Aventureiro nosso cuidado é ainda maior pois trata-se de RDS que é limítrofe com uma Reserva Biológica e que já tem um controle de acesso definido. O respeito a esse limite é um exemplo que deve ser seguido por outras praias — disse Klauber Valente.

Regras de acesso à vila do Aventureiro

Um termo de compromisso firmado entre Ministério Público Estadual, a Secretaria de Estado do Ambiente, a Prefeitura de Angra e a comunidade local, limitou o número de visitantes na praia do Aventureiro em 560 pessoas. O controle de acesso se dá através de uma pulseira e um voucher, distribuídos pela TurisAngra, no Centro de Informações Turísticas da Praia do Anil (CIT). A distribuição é feita por ordem de chegada ao CIT e somente no dia de embarque. A TurisAngra dá ao turista uma importante recomendação: procurar sempre embarcações autorizadas pela Capitania dos Portos a navegar em mar aberto. Vale destacar que não existe linha náutica regular para o local. Mais informações sobre autorização para acesso à vila podem ser obtidas pelo telefone (24) 3369-7704 e pelo e-mail cit@angra.rj.gov.br.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document