domingo, 21 de julho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Pré-Conferência de Assistência Social acontece no Cras do Monte Castelo

Pré-Conferência de Assistência Social acontece no Cras do Monte Castelo

Matéria publicada em 12 de julho de 2019, 19:25 horas

 


Volta Redonda- A equipe técnica da Secretaria Municipal de Ação Comunitária, e o Conselho Municipal de Assistência Social promoveram na tarde desta sexta-feira, 12, na sede do Centro de Referência e Assistência Social(Cras) Professor Otoni Cândido, do bairro Monte Castelo, a Pré Conferência de Assistência Social, que contou com a presença de representantes da comunidade, trabalhadores sociais e entidades diversas.
Na abertura, a presidente do Conselho Municipal, Thais Alexandrino, justificou a realização das pré-conferências nos bairros: “A importância destes eventos é discutir e assim contribuir para o avanço das políticas de assistência social no município. São atividades preparatórias com o objetivo de nivelar conhecimentos, fazer debates e palestras, e mobilizar para a participação social” frisou. As propostas aprovadas servirão de subsídios ao debate na Conferência Municipal de Assistência Social nos dias 22 e 23 de agosto no Centro Universitário Geraldo Di Biase, a UGB do Aterrado.
O secretário de ação comunitária, Marcus Vinicius Convençal, destacou a importância das pré conferências como subsídios para a Conferência Social que está programada para o mês seguinte: “São esses espaços que fortalecem a participação social e precisa ser compreendido como um debate em torno das políticas públicas para conhecer as demandas da população de Volta Redonda, sendo necessário trabalhar o tema para aprimorar e qualificar ainda mais essas propostas”, comentou.
O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, comentou sobre a política municipal de assistência social: “O poder público tem que incentivar este debate para desenvolver propostas concretas que serão apresentadas e vão fortalecer as políticas públicas, junto aos governos estadual e federal, a partir do município. Direitos sociais, assistência social são conquistas da população e não podem ser tratados como gestos de caridade. Ouvir a população é a garantia da participação e de avanços nessas políticas públicas na assistência social”, enfatizou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document