domingo, 16 de junho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Prefeito de Resende reduz custos de contratos e pede descarte correto de entulho

Prefeito de Resende reduz custos de contratos e pede descarte correto de entulho

Matéria publicada em 9 de janeiro de 2018, 18:23 horas

 


Manutenção: Prefeito pediu para a população utilizar o Aterro Verde para descartar entulho

Manutenção: Prefeito pediu para a população utilizar o Aterro Verde para descartar entulho

Resende

O prefeito Diogo Balieiro (DEM) usou as redes sociais para dar uma informação e fazer um pedido à população. Segundo Balieiro, os contratos para varrição e capina dos bairros da cidade foram refeitos, com redução de 50% dos custos anteriores. Por outro lado, o prefeito disse que é preciso conscientização da população quanto ao descarte correto de lixo e entulho.
A Prefeitura de Resende faz diariamente a coleta de lixo na cidade, seja de residências, do comércio e de unidades de saúde. A varrição já está voltando ao normal, bem como a capina (após uma redução de mais de 50% no valor do contrato – de R$ 13 milhões para menos de R$ 6 milhões. Mas sofás, armários e entulho têm (ou tinham) um dono e não é obrigação da prefeitura retirar. Mesmo assim, realizamos esse trabalho todos os dias – disse o prefeito.
O prefeito seguiu com o mesmo tema, postando fotos de locais onde foram deixados móveis velhos e entulhos de obras. O material estava próximo da Santa Casa e da Creche Municipal Lava Pés. “Um exemplo é o de hoje (terça-feira): colchão ao lado da Nova Santa Casa. Entulho em frente à creche Municipal Lava Pés. Sofá na esquina de ruas”, disse o prefeito.
Da mesma maneira, Balieiro pediu para a população utilizar o Aterro Verde no momento de descartar entulho. “A prefeitura segue trabalhando, mas lembramos que temos o Aterro Verde e qualquer pessoa pode ir lá descartar esse tipo de entulho. Na região da Agulhas Negras, Resende é o único município que tem a opção de destinação de resíduos da construção civil e de poda. Fica próximo da Votorantim. Qualquer dúvida, é só ligar nos números: 3354-8663/3354-7792”, destacou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar
    Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

    O problema do Brasil é seu povo, sempre foi, mas a demagogia considera essa afirmação uma afronta, um disparate, afinal a voz do povo é a voz de Deus…

    Fico imaginando Cristo na Santa Ceia, reservando para si o maior pedaço de pão e enchendo seu cálice de vinho mais que os dos outros…

  2. Avatar

    O prefeito têm razão, entretanto a população está mal acostumada, se está limpo eles vão lá jogam lixo, se está sujo reclamam da falta de limpeza e mesmo assim jogam mais lixo, há outros bairros que é comum ver lixos na rua, se o problema é descartar móveis como sofás, estantes e armários, há entulhos também que poderiam ser reciclados, porém dentro da esfera pública, ideais do que fazer com o que é descartado são nulas, seria interessante a prefeitura reaproveitar esses materiais e iniciar um serviço público de coleta destes, pois é muito comum o descarte em toda a cidade, haja trabalho de limpeza, pois há muito o que fazer.

Untitled Document