domingo, 25 de outubro de 2020 - 04:32 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Prefeitura apura remoção de animal com vida em local de acidente em Barra do Piraí

Prefeitura apura remoção de animal com vida em local de acidente em Barra do Piraí

Matéria publicada em 18 de setembro de 2020, 09:56 horas

 


Barra do Piraí – A Prefeitura de Barra do Piraí vai instaurar um inquérito, nesta sexta-feira (18), para apurar a remoção, ainda com vida, de um dos cavalos envolvidos em um acidente de carro, ocorrido na madrugada dessa quinta (17). A intenção é esclarecer o procedimento e o porquê do Departamento do Bem-Estar Animal, não ter sido acionado antes do transporte do animal.

De acordo com nota emitida pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura, o cavalo, antes der ser removido pelo servidor municipal, acionado para o local, deveria passar por avaliação de setores técnicos do governo. O animal foi retirado do local, por volta das 7h30. Na nota o município afirma ter se tratado de “uma operação à revelia, incorreta, sem envolver os setores que deveriam ter sido imediatamente comunicados”.

Ainda de acordo com a nota, o servidor que dirigia a máquina, que retirou o animal do local do acidente,  teria agido por ordem da Polícia Militar.  A nota termina afirmando que o município é “reconhecidamente uma gestão que deu passos importantes no tocante à causa animal, com total respeito, a prefeitura lamenta ainda que a procedimento tenha se dado de forma incorreta, sem envolver veterinários, secretários, diretores e técnicos que, sem dúvidas, conduziriam a situação de outra maneira”.

Acidente

O acidente, envolvendo dois cavalos, resultou na morte do subtenente reformado da Polícia Militar, Paulo Moraes, mais conhecido como “Paulinho do Pandeiro”, na madrugada dessa quinta-feira (17), em Barra do Piraí.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    Não adianta em nada a prefeitura tër um orgão em Defesa de animais pois Não funciona, diversos vezes já realizei reclamação de animais na pista e nada fizeram, atropelei um potro na descida do Boa sorte, realizei a reclamação e varias vezes que Passo por lá eles permanecem no mesmo local, perdemos mais uma pessoa carismática da cidade, pois eram poucos que não conhecia o Paulinho, em momento algum eu li auguma noticia da prefeitura em relação a ajudar parentes da vítima.

  2. Avatar

    Infelizmente sou de Barra do Piraí, e tenho que conviver com esta nota ridícula da Prefeitura, se esta cumprisse seu papel de recolher animais soltos nas vias públicas, o acidente não teria acontecido.

  3. Avatar

    A responsabilidade de retirar cavalos da pista, sempre foi e é da prefeitura infelizmente hoje mal administrada.
    Se não houvesse cavalos nas ruas, nosso querido Paulinho não teria morrido.
    A família dele pode e deve processar a Prefeitura.
    NB. Os cavalos é que atropelaram o Paulinho. Essa imprensa se acha. São uns infelizes. Jornalistas fraquissimos. Em nenhum momento de preocuparam em apoiar os familiares e os verdadeiros amigos da vítima, como sempre fui. É lamentável, s preocupação em saber quem agiu certo, que agiu errado. E a vítima. Parece que nem existiu como ser humano.
    Foi tempo que tínhamos bons articulistas em Barra do Piraí.

  4. Avatar

    Essas pessoas envolvidas tal com o prefeito e outras pessoas que fez estes comentários são muito infelizes, porque deveria acionar os órgãos competentes para apurar a responsabilidade de quem seria fiscalizar os animais na beira das estradas, notificar e multar os responsáveis dono dos animais e não ficar discutindo que tirou ou não os animais, época de eleição é uma maravilha todo mundo procura os assuntos que estão em evidência para se auto promover! TODO ANO DEVERIA TER ELEIÇÃO, TODO MUNDO QUER APARECER!!!!

    • Avatar

      Isso mesmo!! Um absurdo fazer inquérito para procurar culpado pela remoção. E o cidadão morto? Quem é o dono do cavalo para ser responsabilizado???

    • Avatar

      E verdade. Em nenhumomento se preocuparam em falar sobre a vítima e a dor que assola parentes e amigod.
      A competência é e sempre foi da Prefeitura.
      A família deve processar a Prefeitura.
      Se não tivesse cavalos soltos, Paulinho não teria morrido.
      Não foi ele que atropelou os cavalos, mas os cavalos que o atropelaram, és Prefeitura também. Eta imprensa fraca e mal informada.

    • Avatar

      Querido Zé do P grande. Leia aí em cima o meu comentário. É a verdade.vA competência de retirar animais vivos ou não é e sempre foi da Prefeitura, que infelizmente só tem atrapalhado os Munícipes. A família do Paulinho vai e deve processar a Prefeitura.

Untitled Document