>
domingo, 14 de agosto de 2022 - 20:50 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Prefeitura através do Furban realiza obra de contenção no bairro Coqueiros

Prefeitura através do Furban realiza obra de contenção no bairro Coqueiros

Matéria publicada em 11 de setembro de 2020, 08:40 horas

 


Volta Redonda- Com investimento de cerca de R$ 100 mil, a Prefeitura de Volta Redonda, através do Fundo Comunitário de Volta Redonda (Furban-VR), iniciou nesta semana a construção de um muro de contenção na Rua Priscila Fulgoni, altura do número 209, no bairro Coqueiros.

De acordo com o Furban, a obra tem como objetivo recuperar parte da via que cedeu e garantir a segurança dos moradores, sendo que a parte que cedeu foi de, aproximadamente, um metro e meio de largura entre o terreno do imóvel à beira da via e o meio da rua.

Segundo o diretor do Furban, Davi Silva, no local está sendo feito um muro de contenção, além de uma calçada com guarda-corpo para a segurança dos pedestres.

O diretor ressaltou que as equipes também estão removendo a terra que deslizou e atingiu a parte de trás da residência de uma moradora.

O imóvel também será isolado com um muro mais abaixo da via e será construída uma proteção de talude com impermeabilização. Os trabalhos envolvem ainda a construção de uma canaleta para escoamento de água da chuva.

Segundo Davi, a obra está prevista para ser concluída em até três meses.

“É uma obra aguardada pelos moradores e estamos conseguindo atender, realizando um trabalho de emergencial e que também funciona de forma preventiva contra novos deslizamentos. Além de garantir a segurança de quem passa por ali, vai permitir melhorar o acesso de veículos à via”, explicou Davi.

O aposentado Geraldo Aparecido Farineli, morador do local há 40 anos, afirmou que o serviço era emergencial mesmo.

“A nossa rua é estreita e ficou mais reduzida ainda. Tem situações que precisamos, por exemplo, trazer o material de construção lá de baixo, porque o caminhão não passa. Sem falar que deixou a senhora sem a moradia dela neste momento. São mais de 30 casas de moradores que foram afetados”, reclamou o aposentado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document