terça-feira, 22 de setembro de 2020 - 05:54 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Prefeitura de Angra dos Reis cria força-tarefa para limpar a Ilha Grande

Prefeitura de Angra dos Reis cria força-tarefa para limpar a Ilha Grande

Matéria publicada em 2 de fevereiro de 2017, 20:48 horas

 


Lixo: Situação mais grave é a coleta de resíduo sólido domiciliar, com um acúmulo de 200 toneladas (Foto: Divulgação PMAR)

Lixo: Situação mais grave é a coleta de resíduo sólido domiciliar, com um acúmulo de 200 toneladas (Foto: Divulgação PMAR)

Angra dos Reis – A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, através da Secretaria Executiva de Serviço Público, montou uma força-tarefa para equacionar a demanda antiga de recolhimento de lixo e limpeza da Ilha Grande.  Segundo o secretário executivo da pasta, Carlos Felipe Larrosa, a localidade tem sujeira acumulada de muito tempo, principalmente entulhos e descarte de objetos e aparelhos que não servem mais a seus donos. O trabalho exigido é tão grande, que somente com uma ação reforçada poderá resolver, segundo ele.

– Desde que se iniciou o atual governo, em janeiro deste ano, temos trabalhado para sanar a situação de abandono em que se encontram as praias na Ilha Grande. Vários pontos críticos precisando de todos os tipos de serviços como capina, roçada, limpeza de praia, normalização da coleta de resíduos sólidos, caiação, podas e retirada de inservíveis (materiais que não tem mais utilidade). Devido a tantas demandas decidiu-se montar uma força-tarefa para a resolução dos problemas e normalização dos serviços – declarou Larrosa.

De acordo ainda com a secretaria, a situação mais grave e de difícil resolução é a coleta de resíduo sólido domiciliar, com um acúmulo de 200 toneladas de lixo. O serviço estava sendo feito com duas embarcações com capacidade de 10 toneladas cada e que não carregava na sua totalidade por questões operacionais e em alguns dias não operavam por motivos de defeito e falta de operação do transbordo no Cais dos Pescadores. A produção diária de resíduos sólidos na Ilha Grande é de 15 toneladas e a coleta de inservíveis e os serviços de podas e entulho não estavam sendo realizados.

A força-tarefa, que conta com 30 trabalhadores, está no Abraão desde quarta-feira (1º) e permanecerá até sexta-feira (3), com o reforço de duas embarcações para coleta de lixo e sucatas, um barco para transportar a equipe, três roçadeiras, 80 papeleiras de 50 litros para poste, 10 contentores de 240 litros, 700 sacos plásticos de 250 e 60 litros.

Além desta ação, o Serviço Público também realizará do dia 7 ao dia 13, um trabalho de mobilização e conscientização dos moradores, pousadas, restaurantes e todo o comércio local. Cerca de 10 pessoas estarão na localidade, informando a mudança de horário e dias de coleta de lixo, que passará a ser feita todas as terças, quintas e sábados, das 6h às 9h na parte de cima da Rua Getúlio Vargas e na parte de baixo, em direção à praia, acontecerá diariamente das 6h às 9h.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Falta Educação.
    Infelizmente isso é Brasil.
    Não tenho coragem de jogar um papel de bala no chão,coloco no bolso ou bolsa .
    Meu filho fala que tem amigo que joga lata de refrigerante no chao do patio cheio de lixo .
    Multa em cima .
    Enquanto não multarem as pessoas que jogam lixo ou tem foco de dengue, nada vai mudar…

Untitled Document