terça-feira, 10 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Prefeitura de Barra Mansa monta comitê de combate à dengue

Prefeitura de Barra Mansa monta comitê de combate à dengue

Matéria publicada em 16 de abril de 2015, 19:57 horas

 


Grupo de trabalho, que envolve diversas secretarias municipais se reuniu ontem para traçar estratégias de prevenção

Barra Mansa

O secretário de Saúde de Barra Mansa, Jonathan Aguiar, convocou representantes de diversas secretarias municipais para uma reunião visando debater estratégias de prevenção e combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue. O encontro aconteceu na tarde de ontem, no gabinete do prefeito Jonas Marins (PCdoB). Na ocasião, foi criado um comitê intersetorial envolvendo as secretarias de Saúde, Ordem Pública, Governo, Educação, Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) e Susesp (Superintendência de Obras e Serviços Públicos).

– A dengue deixou há muito tempo de ser uma doença típica de verão. Durante todos os 365 dias do ano nossos esforços devem estar voltados para o combate da doença – argumentou Jonathan.

Segundo dados do último LIRAa (Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti), realizado no mês de março, Barra Mansa apresenta classificação de médio risco (1,7%) para a dengue. O levantamento apontou que a maior incidência de criadouros está concentrada em recipientes que acumulam água e no lixo.

– De janeiro até o dia 15 de abril, o município registrou 156 casos confirmados de dengue. É um número alto se comparado com 2014, quando registramos no primeiro trimestre apenas 15 casos – explicou a médica Elisabeth Alves, gerente do setor de Vigilância em Saúde da prefeitura. Os bairros com maior incidência da doença estão localizados na Região Leste.

– Diante dessa informação, o Saae BM vai organizar as equipes de limpeza urbana para agir nessas localidades com mais efetividade – garantiu José Ribamar Leal, coordenador do setor de Resíduos Sólidos da autarquia. Ele também ressaltou que os fiscais darão prioridade nas notificações a proprietários de terrenos que apresentam mato alto e possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti.

O subsecretário de Educação, Deyvison Silvestre, informou que as escolas estão envolvidas na divulgação da campanha ‘10 minutos de combate à dengue’. – Os professores repassam orientações durante o ano todo para os alunos, mas vamos solicitar um reforço desse trabalho. Quanto mais se abordar sobre a dengue é melhor para evitar aumento de casos na cidade – comentou.

– A prevenção e controle da dengue dependem do combate ao vetor. A participação ativa da comunidade é essencial para a eliminação do criadouro do mosquito. A prefeitura está fazendo a sua parte para evitar uma epidemia da doença e é preciso que os moradores colaborem com a limpeza da cidade – finalizou Jonathan.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document