segunda-feira, 18 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Prefeitura entrega novo Cras no bairro São Cristóvão

Prefeitura entrega novo Cras no bairro São Cristóvão

Matéria publicada em 12 de agosto de 2016, 14:45 horas

 


(Foto: Divulgação PMVR)

(Foto: Divulgação PMVR)

Volta Redonda – Na manhã desta sexta-feira (12), o prefeito Antônio Francisco Neto (PMDB) inaugurou o novo Centro de Referência à Assistência Social (Cras) Sérgio Loesch Pereira (Sergio Manga), no bairro São Cristóvão. Localizada na Rua Leopoldina, nº 460, a nova unidade conta ainda com o Auditório Idonis Batista da Silva. O prefeito elogiou o trabalho realizado e lembrou dos homenageados.
“Quero parabenizar o Munir Francisco (secretário municipal de Ação Comunitária) e toda a sua equipe. Esse Cras, o Munir me cobrou muito e ele sempre falava que era uma vontade, um sonho do Manga e da Idonis”.
A obra, que representa um investimento de R$ 250.764,61, foi realizada pela Tat Engenharia Ltda., e o novo CRAS conta com sala de atividades, sala dos técnicos, auditório, cozinha, sanitários adaptados para pessoas com deficiência, sanitários para funcionários, e recepção.
Este é o 34º CRAS de Volta Redonda, e somado à outra nova unidade que o município ganha em agosto – na Voldac, que deve ser inaugurado dia 26 – fará com que Volta Redonda alcance 35 unidades de Cras, uma das maiores redes de atendimento social do Brasil. Atualmente são 33 Cras e três CAM (Centros de Atividades Múltiplas).

Cidade referência

A meta nacional estabelece que cada unidade de CRAS deve atender a cinco mil famílias, mas o município de Volta Redonda optou por aumentar a quantidade de unidades para que cada uma delas fique responsável pelo atendimento de apenas 2,5 mil.
Os Cras funcionam a partir do trabalho de equipes interdisciplinares, que contam com assistentes sociais, psicólogos, orientadores sociais, um coordenador e auxiliares. O atendimento é feito em três frentes: no acompanhamento social das famílias inscritas, nos serviços de convivência e fortalecimento de vínculos e na inclusão produtiva e geração de renda.

Os homenageados

Nascido em Volta Redonda no dia 20 de julho de 1966, e filho de Edivardo Loesch Pereira e de Léa Martins Pereira, Sérgio Loesch Pereira – Sergio Manga, como era conhecido – foi criado no bairro São Lucas, onde se dedicou ao comércio. Também foi presidente da Associação de Moradores do bairro São Cristóvão, tendo conquistado várias melhorias para aquele bairro, e a construção do CRAS era um de seus grandes sonhos. Casado com Beatriz de Cássia Leite Loesch, com quem teve um casal de filhos, construiu ao longo de sua vida muitos amigos.
“Eu acho que a homenagem foi bem merecida para duas pessoas (Sergio e Adonis), pois lutaram muito pelo bairro e que fazem falta. Muito obrigada ao prefeito pela homenagem”, disse Beatriz, que tinha a companhia da filha Ana Luiz Leite Loesch Pereira, da neta Nicole Leie Loesch Zambroni, e dos cunhados de Sergio: Elenice Leite, Patrícia Leite e Paulo Roberto Leite.
Idonis Batista da Silva – Nascida em Volta Redonda no dia 15 de maio de 1958, era filha de João Marques da Silva e de Juraci Batista da Silva, tendo residido na Vila Santa Cecília até os seus 15 anos de idade, quando se mudou para a Rua Cruzeiro, no bairro São Cristóvão, onde viveu com seus pais e irmãos.
“Sei que se ela estivesse aqui, estaria muito feliz. Independente de nome, ela queria é que essa comunidade crescesse e, graças a Deus, temos mais uma vitória para essa comunidade”, falou Juraci, que estava acompanhada da sobrinha de Idonis, Gisele Cristina da Silva Santos e do primo Paulo Marques.
Idonis foi coordenadora do Grupo Convivência da Terceira Idade – da Secretaria Municipal de Ação Comunitária – chamado “Sonho Realizado”, e era extremamente carinhosa e preocupada com seus idosos. Também foi diretora de Assuntos Comunitários da Federação das Associações de Moradores de Volta Redonda (FAM/VR) e presidente da Associação de Moradores do Bairro São Cistóvão, onde, através de seu desempenho, conquistou várias melhorias para o bairro. Participou de ações do Movimento Negro e dos conselhos da Mulher, da Saúde, do Desenvolvimento Urbano e do Idoso.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document