Procon de Porto Real já fez mais de mil atendimentos

Por Diário do Vale
64 Visualizações
Mais de dez mil atendimento foram realizados no Procon de Porto Rea Foto: Divulgação

Mais de dez mil atendimento foram realizados no Procon de Porto Rea
Foto: Divulgação

Porto Real

O Procon foi inaugurado há menos de dois anos e atingiu até a presente data, a marca de mil atendimentos. Somente nos dois primeiros meses deste ano, mais de 97 casos foram solucionados. Entre as empresas e prestadoras de serviços campeãs de reclamações, estão serviços telefônicos e de energia elétrica e reivindicações quanto às compras feitas via Internet.

“Sempre paguei na faixa de 70 reais a minha conta de luz. Este mês o valor triplicou. Fico feliz em ter esse tipo de assistência aqui no município. Achei um abuso o valor que me cobraram pelo consumo. Então resolvi vir aqui para saber qual procedimento devo tomar”, relatou o aposentado, Jonas Belmiro, morador do bairro Jardim das Acácias.

O atendente do Procon, Evison Moura, explicou como funciona o atendimento. “Desde o momento que o consumidor procura o Procon, o problema passa a ser nosso. Entramos em contato direto com uma linha específica de atendimento ao Procon. A partir daí, fazemos uma negociação, que tem um prazo determinado para ser cumprida”.

“Nem todas as vezes que o consumidor vem aqui é realmente constatado que o mesmo foi lesado. Nosso papel é explicar e dar as devidas orientações, antes de fazermos o contato com a empresa. O hábito de ler os contratos dos serviços é fundamental para que não existam surpresas inesperadas”, comentou o subdiretor do Procon, Giovanni da Silva.

O diretor do Procon, Douglas Moreira, disse que  o órgão consegue desafogar a demanda do Poder Judiciário consideravelmente. “Todos os procedimentos do Procon têm amparo do Código de Defesa do Consumidor (CDC). É a lei nº 8078 de 11 de setembro de 1990. O CDC resguarda e garante os direitos do cidadão. Mais de 90% da demanda do judiciário nós conseguimos diminuir, negociando, normalmente pelo telefone. Isso se deve também à prefeita Cida, a qual agradeço pelo empenho e apoio dispensado à atuação do Procon. Temos toda uma estrutura para dar um suporte adequado para a população”.

“O consumidor deve, com certeza, buscar a ajuda do Procon, em caso de não conseguir resolver o problema junto à empresa ou prestadora de serviço. É importante também que ele fique atento quanto ao que dizem outros consumidores com relação aos produtos ou serviços adquiridos e sua procedência. Em caso de se sentir lesado, o Procon estará sempre disposto a auxiliar em tudo que for necessário”, finalizou a prefeita Cida.

 

Atendimento

 O Procon funciona de segunda a sexta-feira de 8h às 17h, à Rua Estevam Domingos Pederassi. O consumidor que for fazer a reclamação deve estar munido de identidade, CPF e contrato da empresa ou prestadora de serviço reclamada.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996