quarta-feira, 21 de outubro de 2020 - 15:23 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Procura por material escolar ainda é pequena em VR

Procura por material escolar ainda é pequena em VR

Matéria publicada em 6 de janeiro de 2019, 15:40 horas

 


Vendas ainda estão bem reduzidas e a procura pelo material escolar ainda não chegou a 10% (Foto: Arquivo)

Volta Redonda – As compras de material escolar e a apresentação da lista com os pedidos das escolas estão bem reduzidas nas papelarias e lojas de materiais escolares. De acordo com Nivaldo Mota, gerente de uma papelaria na Avenida Paulo de Frontin, no Aterrado, a procura por materiais escolares ainda é pequena.

– Aos poucos as listas já estão começando a aparecer, mas por enquanto as vendas estão reduzidas e está em torno de 10%, sendo que algumas mães estão pesquisando os preços primeiro – clara.

Segundo o gerente, algumas pessoas optaram por presentear, no Natal, as crianças com uma mochila ou lancheira, por exemplo.

– Temos preços bem variados, cadernos a partir de R$ 7,50 e mochilas a partir de R$ 49,90 até R$ 300. Hoje as crianças estão optando mais pela marca em vez do tema. Mas temos variações de marcas e temas para cada criança conforme a idade – diz.

Já o gerente Anderson Roberto afirmou que a papelaria, localizada na Rua 1º de Maio, no Aterrado, está com estoque preparado para as vendas de material escolar, pensando na promoção ‘Volta às Aulas’ que começou no final de dezembro.

– Por enquanto as vendas de material escolar estão normais e ainda não estamos recebendo listas das mães. As únicas coisas de material escolar que estamos vendendo neste período são as mochilas, estojos e lancheiras – comenta.

As vendas de material escolar em uma papelaria localizada no shopping Aterrado também andam bem reduzidas. É o que afirma a vendedora Estela de Carvalho. Segundo ela, tanto a procura como a sondagem de preços de material escolar pelas mães inicia em janeiro. “´É justamente em janeiro que iniciamos as compras de todo a matéria escolar para o início do ano, infelizmente as vendas estão bem reduzidas”, disse a vendedora.

Para o gerente Cleiton Duarte, de uma papelaria na Vila Santa Cecília, apesar das compras de material escolar para a loja terem sido iniciadas em julho e agosto como forma de garantir um bom preço, as vendas ainda estão bem reduzidas e a procura ainda não chegou a 10%.

– Na verdade as pessoas estão pesquisando os preços e, aos poucos, estão surgindo a listas de alguns colégios, mas na verdade a procura maior por este tipo de material acontece mesmo a partir do dia 10 de janeiro. Tem gente que até está comprando com antecipação como sendo para presentear no Natal. Em dezembro o que mais saem é mochila, estojo, canetas e marca texto. A grande maioria dos clientes com lista de material só compra mesmo em janeiro. Já relação a reajuste, nós tivemos um pequeno reajuste de 5% no material geral – declarou Cleiton.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document