quinta-feira, 21 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Profissionais da rede estadual de Educação entram em greve

Profissionais da rede estadual de Educação entram em greve

Matéria publicada em 2 de março de 2016, 20:16 horas

 


Sindicato reivindica reajuste salarial, qualidade do ensino e melhorias nas condições de trabalho

Pela educação: Professores e alunos protestaram em Volta Redonda e se reuniram na Praça Brasil, na Vila Santa Cecília (Foto: Paulo Dimas)

Pela educação: Professores e alunos protestaram em Volta Redonda e se reuniram na Praça Brasil, na Vila Santa Cecília (Foto: Paulo Dimas)

Rio e Sul Fluminense – Professores e funcionários das escolas da rede estadual de ensino entraram em greve por tempo indeterminado na manhã desta quarta-feira (2). Manifestações foram realizadas em várias cidades do estado. Na região, Angra dos Reis, Barra Mansa, Resende e Volta Redonda, por exemplo, tiveram protestos, que teve a participação de alunos. O movimento conta com o apoio do Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação).  A decisão de entrar em greve foi tomada em assembleia geral, realizada no último dia 20, no Rio de Janeiro.
– Estamos protestando contra as condições trabalhistas e das escolas; a falta de reajuste nos salários desde o ano passado; parcelamento do 13º salário em cinco vezes, que foram pagas apenas duas parcelas. O governo diz que não tem dinheiro para pagar, mas não acredito nisso. As escolas estão sem limpeza e quase sem merenda, pois ocorreu redução de 50% na verba, isso tudo dificulta o nosso trabalho – falou Mateus Werneck, um dos diretores do Sepe e que participou da manifestação em Barra Mansa, realizada no Centro, com concentrações nas praças da Matriz e da Liberdade.
Presente no protesto em Barra Mansa, a aluna Ana Carolina Lins, do 3º ano do ensino médio do Colégio Barão de Aiuruoca, se mostrou solidária com a causa dos profissionais. Ela lembrou que estudantes, através de redes sociais, se mobilizaram para participarem das manifestações.
– Estamos lutando junto aos professores que estão prejudicados pelo governo – declarou.
A estudante também lembrou que a paralisação por tempo indeterminado vai prejudicar a todos, principalmente aqueles que estão terminando o ensino médico e pretendem fazer o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Apesar dos contra, a jovem disse que alguns alunos já pensam na possibilidade de montarem grupos de estudos, para não comprometer o aprendizado.
Já em Volta Redonda, o local escolhido para a manifestação foi a Praça Brasil, na Vila Santa Cecília. Integrantes do Sepe e de movimentos estudantis, além de alunos participaram do protesto.
– Nosso salário não teve aumento desde o ano passado, mudou a data do pagamento que era no 2º dia útil e passou para o 7º, e ainda assim é pago de maneira desorganizada. Sem contar no parcelamento do 13º em cinco vezes. Há excesso de alunos nas salas de aula, tem turma com mais de 40 alunos. As escolas seguem sem limpeza, pois o serviço terceirizado parou após não receber pagamento. Muitos professores e até alunos estão auxiliando na limpeza – disse o professor Silvio Eduardo Cruz.
As professoras Alana Murta Adler e Rafaela Reis também fizeram coro a Silvio e relataram alguns problemas, como por exemplo, a falta de porteiros. Segundo elas, esses profissionais eram de empresas terceirizadas e foram mandados embora, e agora, os professores além de lecionar, também têm que abrir o portão para os alunos.
– Estava acontecendo um desvio de função. Nós tínhamos que dar aula, parar e abrir o portão para os alunos, pois não tem porteiro e nem auxiliar de limpeza – falaram, frisando que com isso as escolas acabam se tornando um ambiente vulnerável, onde qualquer pessoa pode entrar, sem haver controle. As professoras também destacaram há falta de material didático nas escolas.
A aluna Isis Santos Leal, do 3º ano do Colégio Estadual Rio Grande do Sul, enalteceu o movimento dos professores e disse que onde estuda não há merenda e as salas estão sem aparelhos de ar-condicionado.
– É importante a luta dos professores e principalmente o apoio dos alunos. A educação estadual está muito ruim, não tem merenda na escola, e as salas de aulas não tem ar-condicionado, com isso já me sinto prejudicada – opinou.
Um dos diretores do Sepe de Volta Redonda, Thiago Ferreira, destacou que mediante a todos os problemas o maior é a qualidade na educação.
– O mais grave é a qualidade no ensino. A educação para o governo não é prioridade, pois há gastos do estado com outras coisas e nada para a melhoria do ensino. Tem escolas que estão se negando a fazer matrícula, além disso, o estado fechou algumas turmas de ensino fundamental – relatou Thiago, indignado.

Secretaria de Educação lamenta decisão

A Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), por meio de nota enviada à imprensa, lamentou a decisão do Sepe de iniciar uma greve e afirmou que essa atitude, no atual e conhecido difícil momento econômico do Estado, somente prejudica os alunos dos professores que aderirem. Ainda de acordo com a secretaria, as soluções para as demandas apresentadas pelo Sepe não dependem exclusivamente da Seeduc.
Ainda de acordo com a Seeduc, os funcionários que aderiram a paralisação nesta quarta-feira receberam código 61, que significa falta por motivo de greve.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

16 comentários

  1. Avatar
    Claudemir Rosário

    Às vésperas das eleições para governador do Estado do Rio eu havia conversado com alguns colegas professores sobre a possibilidade de elegermos, caso não pensássemos bem, candidato que iria continuar com os desmandos do Sr. Sérgio Cabral e, claro, quase todos queriam o Sr. Pezão. Eu me incluo fora dessa pois o meu candidato, com toda certeza foi o Sr. Crivellla, o qual também acho que não iria dar grande coisa. Mas seria uma tentativa!. Hoje enfrentamos, como professores, as mais formas de ” não termos como trabalhar numa escola ” em que: NÃO HÁ PORTEIROS, NÃO HÁ PESSOAL PARA LIMPEZA, NÃO HÁ MATERIAL ADEQUADO PARA OS PROFESSORES, NÃO HÁ APREÇO DEVIDO PELOS PROFISSIONAIS DA ESCOLA, NÃO HÁ MERENDA PARA OS ALUNOS, NÃO HÁ ÁGUA NO BANHEIRO PARA SE FAZER UMA NECESSIDADE E NEM LAVAR AS MÃOS e finalmente, NÃO HÁ COMO AGUENTAR UM GOVERNADOR COMO ESTE NO GOVERNO ATUAL. Cansei de tanto NÃO HÁ!!!!!!!!!!!!

  2. Avatar

    Conheço vários professores, e na época das eleições para governador, indaguei com vários deles sobre o apoio dos professores ao PEZÃO. debati o fato de o mesmo ser um seguimento do CABRAL, que foi quem deu início a desmoralização do estado, ao aumento da violência, dos problemas na saúde, desvios de verbas públicas, super faturamento nas obras da copa etc. Muitos desses professores conhecidos, me disseram que apesar disso tudo, o governo estadual era bom para com os professores. Hoje analisando a situação, vejo que o egoísmo com o resto da população, fez com que toda desgraça chegassem a educação, mais precisamente aos professores. Isso tb ocorreu com o nosso DESgoverno federal, onde muitos só viram as vantagens que cada um auferia, e hoje os altos impostos, cargas tributárias, juros altíssimos chegam a todos sem distinção. Aqueles (professores) que votaram olhando apenas para seu próprio umbigo, deixo os meus mais sinceros BEMMMMMMMMMM FEITOOOOOOOOOOOOOOOO . CHUPAAAAAAAAAAAAAAA QUE É DE UVAAAAAAAAAAAAAAAAA.

  3. Avatar
    Uma dúvida? NÃO SOU O Eryck Barros(professor))

    O ERRO SERIA?
    Os erros no seu texto corrobora nosso péssimo sistema de ensino.
    AO INVÉS DE:
    Os erros no seu texto corroboram para nosso péssimo sistema de ensino.

    E ISSO ZÉ BREGA?

  4. Avatar

    Nunca chegaremos onde queremos, alguns estão parados fazendo a greve justa e necessária. No entanto a maioria dos professores que reclama o ano todo está em sala de aula, trabalhando na sujeira,sem décimo terceiro e etc. De fato temos o desgoverno que merecemos.

  5. Avatar
    Pagador de impostos

    Educação nunca foi prioridade para os governantes nessa república de bananas. Todo esse discurso do tipo, “todos pela educação”, a chamada “pátria educadora”, o grande slogan da “presidanta”, tudo isso não passa de propaganda para enganar os incautos.
    Um professor com formação em nível superior, muitos com cursos de especialização, pós graduação e outros cursos, precisa trabalhar o dia todo e muitas vezes também à noite para ter um rendimento que lhe proporcione o mínimo de bem estar. Ah! E não se esqueçam, todos falam e apregoam aos quatro cantos : ….” a educação vai melhorar o país”.
    ……………Estamos indo de mal a pior. Esse país está cansando………..

  6. Avatar

    O Governo tem dinheiro para bancar desfile de escola de samba, olimpíadas, etc…. mas a Educação nunca foi prioridade para eles…quanto menos se aprende, mas fácil de manipular.

  7. Avatar

    Esse desgoverno do Pezao só trouxe mais atraso a um estado que figura nas ultimas colocações em saúde, segurança e educação. A população tem o governante que bem merece. Aprendam a votar.

  8. Avatar

    A menos de um mês estavam todos na praia curtindo férias, carnaval, cerveja gelada, pagode e Funk, agora querem protestar, enquanto não nos tornarmos uma sociedade séria, onde primeiro vem a obrigação e depois a diversão, não sairemos deste mar de lama, nojo desse país, mas principalmente nojo desse povo IMBECIL que se distrai com verão, samba, pagode, carnaval e cerveja gelada e perde a cada dia mais os princípios de uma sociedade justa.

  9. Avatar

    Apoio a luta dos professores até porque estão lutando pela melhoria da educação todos nós tínhamos que ir pras ruas….. estão acabando com nosso estado e não estamos fazendo nada

  10. Avatar

    Toda a desgraça caem na parte mais fraca. Os professores bem ou mau já estão com a vida estabilizadas, os alunos que já estuda numa escola de ensino nivel bem inferior a demais escolas particulares, agora sofrem que a falta de professores.

  11. Avatar

    todo ano é o mesmo argumento: “…em defeso do ensino público de qualidade, melhorias nas condições de trabalho (qual o significado exatamente. seria – como diriam alguns professores- MENAS aulas? aumento de salário em um percentual inexequível, que leva ao impasse, etc. no ano atual, em que há eleições, ficam alvoroçados. o triste é que nunca se elegem!

    • Avatar

      *ops: defesa

    • Avatar
      Eryck Barros(professor)

      Meu amigo, a educação deveria ser tratada com seriedade.Os erros no seu texto corrobora nosso péssimo sistema de ensino.

    • Avatar

      Eryck Barros(professor) gostaria que você identificasse os erros contidos no meu texto. como professor, será uma tarefa simples! ou você é um professor diretamente responsável pelo descalabro atual da educação no nosso país e com destaque para a má qualidade do ensino no nosso estado?

    • Avatar

      Eryck Barros(professor)….. ademais, em seu curto texto contém um gravíssimo erro de concordância. acho até que você deveria se preocupar menos com o grevismo e mais com o aprendizado. principalmente com o seu aprendizado!

Untitled Document