quinta-feira, 21 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Profissionais que atendem moradores em situação de rua recebem capacitação

Profissionais que atendem moradores em situação de rua recebem capacitação

Matéria publicada em 17 de outubro de 2019, 18:21 horas

 


Trinta assistentes receberam treinamento, além disso, Smac promoveu roda de conversa para agregar o trabalho de acolhimento

Roda de Conversa discute situação de moradores de rua em Volta Redonda
(Foto: Geraldo Gonçalves- Secom PMVR)

Volta Redonda– Trinta profissionais que atuam no atendimento direto a moradores em situação de rua foram capacitados pela Smac (Secretaria Municipal de Ação Comunitária), na tarde de ontem (17). Os assistentes sociais fazem parte do abrigo municipal Seu Nadim, do Centro POP, do Creas e do Centro de Abordagem. Além do treinamento, uma roda de conversa proposta pela secretaria discutiu projetos para as pessoas em situação de vulnerabilidade social em Volta Redonda. Aproximadamente 150 pessoas participaram da reunião no auditório do Centro Universitário Geraldo Di Biasi (UGB), no bairro Aterrado.

O prefeito Samuca Silva explicou que o trabalho da Smac é desenvolver políticas de assistência social e assegurar ações que priorizem a convivência familiar e comunitária.

– Queremos garantir condições sociais aos usuários em situação de risco e em situação de vulnerabilidade, numa perspectiva da proteção integral, conforme determina a Lei Orgânica da Assistência Social – afirmou o prefeito.

O assistente social e escritor Marcello Jaccout comandou a roda e falou um pouco sobre sua experiência e os atendimentos que já realizou no Rio de Janeiro.

– A solução para isso passa muito pela forma que olhamos para a essa situação. Precisamos abrir um leque de oportunidade, de possibilidades, para que cada pessoa caminhe para sair da rua. Quando entendermos isso, iremos encontrar soluções – afirmou Marcelo.

Para o secretário de Ação Comunitária, Marcus Vinicius Convençal, a questão da população em situação de rua deve envolver toda cidade, sejam àqueles que são solidários ou os que não reconhecem àquele grupo de pessoas.

– Essa é uma situação que acontece no mundo inteiro e estamos desenvolvendo ações para encontrar caminhos e formas de resolver – contou o secretário.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Acho uma VERGONHA para a Administração pública a situação que existe embaixo da Biblioteca que é da Prefeitura. Localizada num local NOBRE sua área externa é frequentada por alcolatras e drogados que ali dormem a plena luz do dia.O local fica imundo com cheiro de urina e essas pessoas ainda incomodam os passantes pedindo dinheiro para saciar o vício.FALTA AÇÃO.Com a palavra quem é o responsável ou responsáveis por manter a Ordem Pública.

Untitled Document