quarta-feira, 13 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Profissional destaca a importância das atividades físicas para a saúde

Profissional destaca a importância das atividades físicas para a saúde

Matéria publicada em 3 de fevereiro de 2019, 11:22 horas

 


Sul Fluminense – A prática de atividades físicas é importante na prevenção de doenças evitáveis como diabetes, hipertensão, obesidade e ainda auxilia no tratamento de doenças como depressão, osteoporose, além dos problemas causados pelo sedentarismo. Júlia Aprigio, pesquisadora e profissional de educação física, explica os cuidados necessários com a saúde.

No verão, a preocupação com a hidratação deve ser dobrada além de uma alimentação saudável. Em caso de atividades ao ar livre recomenda-se evitar os horários mais quentes do dia. O melhor momento para realizar as atividades depende do horário de maior disposição, porém, independente do horário, é relevante inserir exercícios na rotina de forma que essa também seja uma prioridade, uma vez que o cuidado com a saúde é essencial.

A profissional explica que a prática regular de exercícios físicos acelera o metabolismo, melhora o condicionamento físico e contribui para o bom funcionamento dos órgãos. De acordo com Júlia, também são importantes para promover a interação social, melhora da autoestima e do humor.

Segundo ela, é importante buscar uma atividade que seja prazerosa, coletiva ou individual. Ela realça ainda a prática regular tem impacto direto na qualidade de vida de quem pratica.

– Recomendamos, no geral, que nossos alunos se exercitem pelo menos 3 vezes por semana para se manterem 00saudáveis, mas um tempo maior de prática fornece maiores benefícios. Crianças e jovens devem praticar atividade física por pelo menos 60 minutos por dia e essas atividades podem ser desenvolvidas por meio de jogos, esportes ou brincadeiras. Para adultos e idosos as atividades incluem dança, caminhada ou algum esporte por pelo menos 150 minutos, que podem ser divididos durante a semana – detalha a profissional.

No caso dos exercícios a evolução do aluno determina a duração de cada exercício, do mais simples para o mais complexo. A Organização Mundial de Saúde recomenda pelo menos 150 minutos de atividade física por semana.

– Conforme for constatado pelo profissional que o aluno já está apto a receber um novo estímulo de forma segura o treino vai evoluindo e sendo aprimorado, respeitando sempre a individualidade e os limites desse indivíduo. A liberação para a prática de exercícios é realizada por um médico, que atesta as reais condições de saúde do paciente. Em casos patológicos, os exames específicos serão solicitados. – esclareceu Júia.

A prática inadequada de atividades físicas pode ocasionar uma série de lesões ou até mesmo impossibilitar a continuidade das atividades. Ela informa que quando se inicia a prática de exercícios físicos deve-se ter em mente que a evolução será progressiva e que é o profissional de Educação Física quem planeja, executa e avalia o progresso do aluno.

– Dos esportes aos treinamentos individualizados, cada indivíduo terá sua preferência e essa será indiscutivelmente benéfica para a sua saúde e bem-estar – conclui a profissional.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document