segunda-feira, 19 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Programa Escola Preventiva é lançado em Volta Redonda

Programa Escola Preventiva é lançado em Volta Redonda

Matéria publicada em 4 de fevereiro de 2018, 19:23 horas

 


Volta Redonda – A Coordenadoria Municipal de Prevenção às Drogas e a Secretaria de Educação de Volta Redonda lançaram na sexta-feira (2), no teatro anexado ao Colégio Getúlio Vargas, o Programa Escola Preventiva. O projeto foi apresentado para os professores da rede municipal durante o Seminário da Educação e tem como objetivo orientar sobre a prevenção ao uso de álcool e outras drogas, estimulando hábitos e comportamentos saudáveis nas crianças e adolescentes da cidade.

A secretária de Educação, Rita Andrade, deu as boas vindas aos profissionais e falou da importância do projeto. “Estamos começando o ano implantando o Escola Preventiva, criado especialmente para as unidades de ensino da rede municipal de ensino. Sabemos da relevância de discutir esse assunto dentro das salas de aula. Quero agradecer aos profissionais de educação pela dedicação e que o ano letivo de 2018 seja de muitas conquistas e grandes avanços”, disse.

Para o presidente da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), Waldyr Bedê, a informação é a melhor forma de prevenção. “Assumi a pasta recentemente e fico extremamente feliz em começar o ano já implantando um programa tão importante quanto esse. Isso demonstra o compromisso da administração municipal em dar uma educação de qualidade através da qualificação dos professores”, contou.

Para o palestrante, o coordenador de Prevenção às Drogas, Ricardo Vinicius Cunha, o programa tem intervenções específicas. “É uma intervenção sistemática. Além de capacitar de forma técnica o programa dá oportunidade de acesso à compreensão e discussão sobre o consumo de álcool e outras drogas. A prevenção é muito importante para evitar prejuízos sociais, pessoais, econômicos, de saúde e ambientais”, enfatizou.

O programa tem educação permanente, oferecendo oficinas de saúde, educação, roda de conversa, além do projeto NUPE (Núcleo de prevenção esportiva) e o projeto PAES (Prevenção com Arte, Educação e Saúde). Segundo o prefeito Samuca Silva, o programa da Coordenadoria de Prevenção às Drogas e da secretaria de Educação proporcionas várias intervenções.

– Essa ação de prevenção ajuda a coibir diretamente no contato possível que essa criança e adolescente possa ter com as drogas e o álcool. A arte, cultura, esporte, música e tantas outras intervenções ajudam diretamente a comunidade, ao núcleo familiar e as relações da sociedade – enfatizou o prefeito.

O projeto Escola Preventiva capacita também líderes comunitários, religiosos, membros de conselhos, profissionais de saúde e educação, do esporte de forma itinerante, online ou presencial.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. É necessário prevenir os alunos da lavagem cerebral que as drogas causam nessas cabeças jovens e inexperientes!
    Durante anos, a esquerda, especialmente o PT, infiltrou professores nas salas de aulas que defendiam as drogas como solução para o país… Diziam que as drogas iriam trazer o paraíso para o Brasil!….
    E o que aconteceu?! Em 2002 a droga foi liberada para o país…. e depois de 13 anos e meio tivemos a MAIOR CRISE ECONÔMICA DO BRASIL DESDE A PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA, SEGUNDO OS DADOS DO IBGE!!!
    Qual a solução, agora, para desintoxicar os alunos e prevenir a entrada de novas drogas?!
    É só aplicar a lei da ‘escola sem partido’ que os partidos de esquerda não aceitam!!!!
    Como diria Boris Casoy: “Isso é uma vergonha!”….

Untitled Document