quinta-feira, 17 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Projeto EducaSol conta com doações da comunidade para ajudar a Apae

Projeto EducaSol conta com doações da comunidade para ajudar a Apae

Matéria publicada em 23 de abril de 2018, 18:13 horas

 


Doação: Objetivo é arrecadar 10 mil itens de materiais de escrita até o dia 28 de maio (Foto: Divulgação)

Doação: Objetivo é arrecadar 10 mil itens de materiais de escrita até o dia 28 de maio (Foto: Divulgação)

Volta Redonda – Duas boas ações inseridas em um mesmo projeto. É assim que se pode descrever o trabalho desenvolvido pelos voluntários do EducaSol Solidariedade, cujo objetivo é reunir materiais escolares sem uso e destiná-los à alunos carentes. As atividades, constantes no grupo, já somam mais de 200 kits de materiais escolares doados a alunos de diversas unidades de ensino.
Agora a equipe tem um novo desafio: reunir 10 mil itens de materiais de escrita a serem enviados até o dia 28 de maio para a Faber Castell. Se conseguirem atingir esta meta, integrantes do grupo estarão garantindo que a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), receba desta empresa, durante um ano, todo a material de escrita para alunos da instituição.
– Precisamos do apoio da comunidade que nos doe canetas, lápis e canetinhas sem uso para que possamos atingir a nossa meta – esclareceu a idealizadora e fundadora do Projeto EducaSol, Marinez Rodrigues Silva, lembrando que, além da função social a proposta visa ainda transformar o meio ambiente através da reutilização correta dos materiais recicláveis e de descarte.

Visibilidade

Além do dia a dia de ação, este é o segundo ano que o EducaSol Solidariedade, participa do projeto Global Good Deeds Day – Dia das Boas Ações, um movimento mundial reunindo mais de 100 países. Nesse dia, o projeto escolhe uma instituição onde a equipe passa uma semana, desenvolvendo atividades chamadas “Down Maker”, oficinas de reaproveitamento de giz de cera, customização de capa de cadernos, além de atividades recreativas e saúde bucal.
As boas práticas do projeto vêm, inclusive, ganhando parcerias. Uma delas é com o UniFOA (Centro Universitário da Fundação Oswaldo Aranha), que este ano, auxiliou nas oficinas de Engenharia Ambiental, Sala Verde, Educação Física e Odonto, com o apoio de voluntários e estagiárias da universidade.
– O projeto visa exatamente isso, engajar outras pessoa no setor social, que são voluntários, mostrando que é possível transformar a nossa cidade e, principalmente, a educação – explicou Marinez, acrescentando que nesses quase dois anos de atuação, muitas famílias passaram a entender a importância da reutilização de materiais.
Outros parceiros do EducaSol são a Faber-Castell Brasil e a TerraCycle, que atuam na transformação do recicláveis em matéria-prima, que é vendida à diversos fornecedores que transformam estes produtos em novos objetivos que retornam ao comércio, como bancos, quadros, entre outros.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    Parabéns Marinez, são projetos assim que nos fazem acreditar na possibilidade de um futuro melhor e uma melhor qualidade de vida para nossa população. Deus abençõe a todos vcs.

  2. Avatar

    Queremos engajar nossa cidade em ações solidárias e colaborativas, precisamos de doações de material de escrita de descartes ( canetas, canetinhas,marcadores de textos, apontadores, lapiseiras, etc) tudo que não serve mais para o seu uso!! Doe para que o Educasol possa entregar 1 ano de material de escrita Faber castell gratuitamente para APAE- VR. Contamos com vocês!! entre em contato em nossa página
    https://www.facebook.com/educasolbrasil/
    Agradecemos, Marinez Rodrigues

Untitled Document