quinta-feira, 24 de junho de 2021 - 08:22 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Projeto ‘Percussão: Sustentabilidade e Cidadania nas Escolas’ será realizado na rede pública

Projeto ‘Percussão: Sustentabilidade e Cidadania nas Escolas’ será realizado na rede pública

Matéria publicada em 26 de junho de 2016, 17:31 horas

 


Volta Redonda – O prefeito Antônio Francisco Neto (PMDB) aprovou na última semana o projeto “Percussão: Sustentabilidade e Cidadania nas Escolas”. As atividades serão realizadas em treze escolas da rede pública de ensino do município, com alunos do Ensino Fundamental I e II. As oficinas serão ministradas por instrutores, sob a coordenação de três responsáveis técnicos, com duração de três horas, a cada sábado com os seguintes conteúdos: confecção de instrumentos, com materiais recicláveis, ritmos e rodas de conversa com alunos e instrutores. O objetivo do projeto é propagar a cidadania, por meio da música, disseminando valores positivos, praticando a inclusão social e transformando o material reciclável em arte, cultura e educação.

O início do projeto acontecerá no dia 6 de agosto nas escolas, que por enquanto ainda não tiveram os nomes divulgados. O projeto tem o intuito de possibilitar a reintegração social e a construção do conhecimento, através da música, bem como, aproximar os alunos e seus familiares das instituições de ensino, em uma tentativa de estreitar as relações e fortalecer a parceria entre a escola e a casa, a fim de promover a transformação das crianças e dos jovens.

A professora de Educação Física e percussionista, Clarete Braz Patrocinio, é a idealizadora do projeto “Percussão: Sustentabilidade e Cidadania nas Escolas”. Ela destacou que há uma demanda nas localidades periféricas e a intenção do projeto é resgatar a cultura afro-brasileira, com foco na sustentabilidade ambiental com a utilização dos materiais recicláveis.

– Desenvolveremos na música, parte de ritmos afro-brasileiros, ritmos locais e regionais, além de refletir com os alunos, sobre questões ambientais na confecção de instrumentos percussivos, por meio do reaproveitamento de materiais utilizados no dia a dia e promovendo a sociabilidade e a integração entre as crianças e adolescentes – disse, acrescentando que acredita que a arte é imprescindível no processo civilizatório e na formação da cidadania.

Clarete trabalha há 10 anos com materiais recicláveis e desenvolve outro projeto que envolve música e sustentabilidade no Ciep Toninho Marque, projeto “Meninos do Batuque”. Além desse, a professora realiza ainda na Fundação CSN, o “Garoto Cidadão”, projeto de percussão com adolescentes e jovens.

Materiais recicláveis

O projeto “Percussão: Sustentabilidade e Cidadania nas Escolas” utilizará materiais usados no cotidiano que em muitas das vezes vai parar no lixo, mas nas mãos de professores e artesãos se transformam em arte e mais do que isso, em instrumento musical para crianças, adolescentes e jovens nas escolas da rede pública. Latas de tinta de 18 litros, por exemplo, serão utilizadas na confecção de caixa de guerra e repinique. Bombonas de plástico se transformarão em surdos. Latas grandes de achocolatado ganharão vida na confecção de chocalho, cabos de vassouras serão utilizados para confeccionar baquetas e câmaras de ar de bicicleta se transformarão em talabartes.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document