sábado, 17 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Projeto ‘VRsualinda’ é realizado na Praça da Chaminé Centenária

Projeto ‘VRsualinda’ é realizado na Praça da Chaminé Centenária

Matéria publicada em 23 de abril de 2017, 16:49 horas

 


Volta Redonda – A terceira edição do projeto “VRsualinda”, iniciativa da Secretaria de Cultura de Volta Redonda, aconteceu no último sábado, dia 22. Desta vez o local escolhido foi a Praça da Chaminé Centenária, no bairro Aterrado. O objetivo é realizar intervenções urbanas em espaços públicos da cidade. O projeto contou com a participação de diversos artistas.

Tintas coloridas, pincéis e muita criatividade. Aos poucos os bancos da Praça da Chaminé eram transformados em obras de arte.

Daniel Esteves, mais conhecido como Dejah, utilizou uma técnica chamada estêncil. Ele desenha no papel, depois recorta e utiliza esse recorte como molde para pintar. O resultado são desenhos com efeitos tridimensionais.

– Eu sou designer e desde criança já gostava de pintar. Quando entrei na faculdade um amigo viu meus desenhos e me aconselhou a investir nessa área. Eu escolhi esse banco de propósito, porque depois eu quero fazer uma foto minha pulando esse banco de skate – disse Dejah.

A primeira edição do “VRsualinda” aconteceu na Praça Sávio Gama, no dia 11 de março. E a segunda edição foi realizada na Praça do Rotary, na Vila, no dia 3 de abril. Diversos artistas se inscreveram para participar. A artista Luyanne Freidiman está participando pela segunda vez com o auxílio do namorado. Detalhista e paciente, ela capricha em cada detalhe de pintura.

– Eu gosto muito de cores bem coloridas e também amo música, por isso me inspirei nessas cores e no teclado de um piano. Espero que todos gostem – disse a artista.

O projeto “VRsualinda” será realizado em bairros centrais e também periféricos. Os artistas interessados podem se inscrever na página da Secretaria de Cultura ou no portalvr.

Esta terceira edição do projeto foi realizada em uma parceria com o Coletivo Imbica, iniciativa que reuniu jovens de Volta Redonda e muitas músicas no estilo rap, na Praça Centenária Chaminé. O evento começou às 15h e durou até às 22h. A Guarda Municipal deu apoio ao evento.

– A ocupação de espaços públicos busca dar voz e vez ao artista, seja em ações individualizadas ou através de coletivos como Imbica, roda de rima, skatistas e grafiteiros. A ideia é que Volta Redonda se torne referência artística, seja na música, dança, teatro, circo, poesia, pintura – disse a secretária de Cultura, Márcia Fernandes.

‘VRsualinda’: Bancos da Praça da Chaminé foram transformados em obras de arte (Foto: Geraldo Gonçalves/PMVR)

‘VRsualinda’: Bancos da Praça da Chaminé foram transformados em obras de arte (Foto: Geraldo Gonçalves/PMVR)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

21 comentários

  1. Esse trabalho poderia ser feitos nas praças de bairros, onde muitas estão com mato alto, brinquedos estragados e sem iluminação. Vamos sair do centro e fazer a arte invadir os bairros de vr.

  2. Vamos torcer para que no natal o prefeito volte a instalar o Papai Noel no topo da chaminé. A criançada adora e de forma alguma a instalação desrespeita o monumento ou representa um atentado cultural. Basta considerar que a Torre Eifel muda de cor (atraves de luzes) em datas comemorativas e o mesmo é feito com o Cristo Redentor. Os monumentos devem interagir com a população reforçando o elo cultural e histórico.

  3. CIDADÃO VR - O Original

    Parabéns aos artistas. O resultado só saberemos depois. Não vamos pré-julgar. Agora, quanto ao governo Samuca, até agora mostrou o que eu temia. Um cara completamente despreparado para gerir uma cidade do porte de VR. Precisávamos de alguém experiente e competente para essa transição de 20 anos de governo Neto. Espero, para o bem da população de VR, que ele consiga dar a volta por cima. Não votei nele, mas já que venceu, que consiga se encontrar como prefeito e fazer um ótimo governo.

  4. Por favor não façam isso com a praça Brasil.
    Locais com patrimônios tombados…
    A praça abriga obras de arte do consagrado artista Leão Veloso, constando de uma estátua em bronze, de corpo inteiro, do Presidente Getúlio Vargas, um conjunto de três estátuas, em bronze, simbolizando a siderurgia e homenageando os trabalhadores da CSN, os famosos arigós. Um obelisco central com gravações em alto-relevo de diversas etapas da fabricação do aço (Alto-forno, coqueira, laminação e aciaria). Em 2004, ela foi reformada pelo Governo Municipal e reinaugurada. Atualmente, a praça é um dos locais mais agradáveis da cidade com o chafariz do obelisco e a fonte luminosa em pleno funcionamento. Nos finais de ano, acontece, como parte da tradição da cidade, a instalação da casa do Papai Noel e do Presépio. Hoje, a Praça Brasil é o centro de um conjunto de edificações antigas importantes como: o Clube Umuarama, o antigo Hotel Brasil (Lojas Americanas) já bastante descaracterizado, a antiga Escola Trajano de Medeiros (Instituto de Educação Estadual Manoel Marinho – palco das primeiras apresentações teatrais e shows de rádio e teatro de Volta Redonda nas décadas de 50 e 60); o Novo Mercado Popular (Antigo camelódromo), a Escola de Engenharia Metalúrgica da UFF, o antigo Centro de Puericultura, a sede da Cúria e o busto em homenagem ao General. Sylvio Raulino de Oliveira. A Praça Brasil já serviu em diversas ocasiões como palco para importantes eventos culturais, como a apresentação da Orquestra Sinfônica Brasileira e a famosa bailarina Ana Botafogo no ano de 1997. Também desfilaram pelos palanques da Praça Brasil, inúmeros políticos do município e outros de renome nacional. Entre os quais se destacam Juscelino Kubitschek, Leonel Brizola, Luiz Inácio Lula da Silva, governadores de estado e candidatos à presidência da república. A praça foi tombada pela lei municipal nº 2.278 de 22/03/1988.×

    • Samuca poderia dar um grande presente para cidade negociando o Centro de Puericultura que é uma edificação histórica e que esta abandonada pela CSN. Ali é o local perfeito para abrigar o museu da história de Volta Redonda. Não faz sentido uma área tão nobre para nossa cultura estar fechada e abandonada.

  5. Em 1924/25, o antigo engenho foi transformado numa fábrica de laticínios, a Sociedade de Laticínios Santa Cecília Ltda., de propriedade de diversos fazendeiros locais, possivelmente uma cooperativa, destinada a produzir leite pasteurizado, queijos e manteiga para o centro consumidor do Rio de Janeiro. O empreendimento utilizou maquinário importado e tecnologia avançada para a época, com máquinas trazidas da Europa. Em 1965, as instalações da fábrica de lacticínios foram demolidas para dar lugar ao Viaduto Nossa Senhora das Graças – sobre a linha férrea. A chaminé ficou abandonada até 2002, quando foi restaurada. Na ocasião, foi contratada uma empresa especializada em restauração de monumentos de importância histórica, que fez o trabalho utilizando tijolos fabricados com técnica semelhante à usada na produção das peças originais×

  6. Tenho medo que pintem locais históricos, já começaram com a praça da chaminé…
    E se quiserem fazer na praça Brasil que é tombada…
    Grafite foi feito para muros, pistas de skate e não banco…
    Vamos respeitar locais históricos…

  7. revoltada por fazerem isso em mobiliário, urbano por que não arruma uns painéis faz rodizio dos artistas para fazer suas pinturas, estão tornando as praças com aspecto de sujeira.

  8. Adrinana Bustamante

    A Escola Wladir Telles no Bairro Vila Rica, está sem papel, professores faltando, as pessoas da limpeza faltando por falta de pagamento não tendo dinheiro nem para a passagem, os pais todos os meses tem que dar R$3,00 para ajudar no colégio e esse Prefeito junto com seus secretários só fazendo lambança.

  9. O problema nisso: falta de padronização. Em vez de tornar a cidade bonita, dificulta a manutenção e, sem julgar a “obra do artista”, faz da cidade uma grande “colcha de retalhos”, sem a menor identidade visual. Para mim, mais uma bola fora dessa administração… E corroborando com o outro comentário: buracos para todos os lados, lâmpadas queimadas, mato alto… A coisa tá feia, sr Samuca. E sério, votei em você e, até agora, estou muito arrependido.

  10. NÃO.
    Não vamos ficar pintando o que esta arrumado.
    vamos fazer arte nos colégios
    vamos deixar os bancos originais e mais bonitos
    Marcia, vc tem que e trazer cultura para cidade, bandas, corais, teatro praças publicas
    cultura faz bem para alma e da educação

  11. Locais históricos sendo descaracterizados…
    É lamentável…
    Que poluição visual…
    O trabalho não combina com o local, se fosse uma pista de skate tinha tudo a ver, mas um local histórico…

  12. Tá de Brincadeira as ruas esburacadas falta lâmpadas na rua antiga rua quatro tem um buraco grande próximo do posto de gasolina no bairro 249 ao lado da quadra e muitos outros, caramba e tantas com mais prioridade esse Prefeito Samuca tá muito mal acessorado.

  13. Eleitor insatisfeito

    E as ruas continuam com buracos e vários postes com lâmpadas queimadas. SAMUCA você foi eleito baseado nas propostas de solução e não para reclamar da gestão anterior. Vamos arregaçar as mangas e começar o trabalho.

    • E porque quem paga as tintas são os próprios pichadores, (vai dar treta) se fosse a prefeitura estariam do mesmo jeito, ou pior.

    • O prefeito é bom de bla, bla, bla mas esse tipo de iniciativa é boa, vamos com calma, uma coisa não inviabiliza a outra!

    • É verdade já vamos para 5 meses de governo e a Cidade está mas esburacadas, mas o bairro que o Dr Prefeito e familiares mora um tapete, assim não dá.Vamos olhar pelos bairros ,capinas, iluminação, tampa buraco de qualidade para ontem é o mínimo que toda população espera, o Governo passado passou não fizemos de passado do museu.

    • O povinho que reclama de tudo.

    • Concordo com ” Eleitor Insatisfeito ” , ta parecendo roça… BURACOS , FALTA DE ILUMINAÇÃO, FALTA DE TRABALHO, FALTA DE SEGURANÇA… O QUE NÃO FALTA SÃO RECLAMAÇÕES !!!

Untitled Document