quarta-feira, 21 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Quatis se reforça para evitar falta de água e apagões

Quatis se reforça para evitar falta de água e apagões

Matéria publicada em 18 de janeiro de 2019, 17:40 horas

 


Quatis – Voltou a faltar energia elétrica em Quatis, desta vez em vários bairros, entre eles as comunidades situadas na área central do Município, incluindo Pilotos e Barrinha; Jardim Independência, Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, os três últimos na parte alta do Município. E com a falta de energia elétrica, voltaram a acontecer falhas no sistema de abastecimento de água potável, principalmente nos bairros acima da linha férrea.

Diante deste cenário, o prefeito Bruno de Souza (MDB) anunciou na manhã desta sexta-feira, 18, duas medidas com o objetivo de diminuir os reflexos da falta de energia elétrica na distribuição de água aos moradores da cidade: o aluguel emergencial de mais um caminhão pipa e a compra de dois geradores, que serão instalados nos pontos de captação nos mananciais onde a prefeitura realiza a retirada de água bruta para tratamento e abastecimento da população. Um dos geradores vai ser instalado no ponto de captação do Rio Paraíba do Sul, na Barrinha, e o outro atenderá os pontos situados nas represas dos Limas e do Lavapés.

Com as quedas de energia elétrica, ocorridas na noite desta quinta-feira, em Quatis, a Secretaria Municipal de Obras, Urbanismo e Serviços Públicos já registra problemas no abastecimento de água em vários imóveis situados na parte alta da cidade.

Atualmente, a prefeitura dispõe de um caminhão pipa que atende a população nas situações de emergência. Portanto, com aluguel do outro caminhão anunciado nesta sexta-feira, serão dois caminhões colocados à disposição da população. Cada um dos caminhões tem capacidade para armazenar pelo menos seis mil litros de água. A contratação emergencial do segundo veículo vai ser feito pelo período de três meses.

– As falhas no abastecimento de água não estão acontecendo por falta de produção de água, pois o nosso governo aumentou a produção em mais de cem por cento. A produção passou de aproximadamente dois milhões de litros por dia para mais de quatro milhões. Neste verão, as constantes quedas no fornecimento de luz estão afetando diretamente a captação nos mananciais e o armazenamento dos reservatórios do sistema de água. Se falta luz, não é possível realizar a captação nos mananciais. E se a captação não acontece, o armazenamento de água nos reservatórios fica prejudicado – explicou o prefeito, que nesta semana conversou com um representante da Light Serviços de Eletricidades sobre medidas para enfrentar as quedas de energia elétrica no Município.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document