domingo, 22 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Resende está entre as cidades com melhor atendimento e estrutura na saúde básica

Resende está entre as cidades com melhor atendimento e estrutura na saúde básica

Matéria publicada em 22 de agosto de 2019, 17:25 horas

 


Avaliação feita pelo Governo do Estado é importante pois serve para definir percentual de repasses de verbas

Entre as oito unidades reformadas e ampliadas está a  do bairro Vicentina
(Foto: Carina Rocha- Secom PMR)

Resende– O Programa Estadual de Financiamento da Atenção Primária à Saúde (PREFAPS) , desenvolvido pelo Governo do Estado, avaliou o atendimento prestado à população das cidades nos serviços de Atenção Primária à Saúde (APS). O estudo dividiu a saúde básica em indicadores e apontou que apenas quatro municípios atingiram o m ais alto patamar de metas cumpridas. Entre as quatro cidades que se destacaram está Resende.

O prefeito Diogo Balieiro destacou o esforço das equipes da secretaria municipal de Saúde e os investimentos que estão sendo feitos nas unidades espalhadas pelos bairros de Resende.

– Temos de parabenizar toda a equipe da saúde, que se esforça diariamente para levar o melhor para nossa população. O governo tem se esforçado muito para melhorar as condições de trabalho, temos feitos obras importantes e é bom ver que esse esforço tem resultado em avanços no atendimento para quem mais precisa. Só que a população tem de entender que esse é um trabalho de construção feito diariamente, não está pronto e temos plena consciência que tem muito ainda para ser feito – disse Diogo Balieiro.

Em um ciclo virtuoso, o resultado torna Resende apta a receber mais recursos para novos investimentos na área de atenção básica da saúde. O PREFAPS funciona a partir de três componentes, sendo que o primeiro deles define o valor que está disponível para os municípios investirem em saúde básica, o chamado “Componente Sustentabilidade”. O segundo componente é o “Expansão”, que analisa quais cidades conseguiram criar novas equipes de campo. O terceiro é o “Componente Desempenho”, que faz a avaliação propriamente dita das metas estipuladas para definir a qualidade do serviço oferecido nas cidades. Quanto mais metas alcançadas no Componente Desempenho, mais recursos a cidade vai obter a partir do Componente Sustentabilidade.

As cidades melhores avaliadas, como Resende, cumpriram oito das nove metas estipuladas e, segundo avaliação do PREFAPS, “fizeram jus a 100% do valor recebido” do Componente Sustentabilidade até agora. Como prêmio, receberão o mesmo valor que foi repassado nas parcelas anteriores. Ou seja, elas receberam um valor cheio e gastaram tudo com eficiência. Com isso, receberão nova parcela no mesmo valor cheio. Quem cumpriu menos metas, por exemplo, receberá apenas 50% do valor inicialmente estipulado. Simplificando, uma cidade que ganhou R$ 100 mil e teve 100% de eficiência ganhará novamente R$ 100 mil. Por outro lado, se essa cidade não atingiu o mínimo de oito metas, ficará com R$ 50 mil no próximo repasse.

De acordo com o governo estadual, o PREFAPS é a atual estratégia para regular o financiamento da Atenção Primária à Saúde (APS) no estado do Rio de Janeiro. O projeto tem como objetivo apoiar a Estratégia Saúde da Família (ESF) dos municípios, a partir da manutenção e expansão das equipes de Saúde da Família (eSF) e de Saúde Bucal (eSB), bem como fomentar a qualidade e o alcance de metas estipuladas.

Por trás dos índices, pessoas

Os bons resultados obtidos na avaliação dos índices guardam por trás uma série de obras e melhorias que estão sendo feitas na rede básica de saúde do município. Este trabalho dá melhores condições para quem trabalha e para quem procura atendimento. Através do Programa Revitaliza Resende, por exemplo, a atual gestão já reformou, modernizou e ampliou oito unidades da atenção básica de saúde. As melhorias já chegaram aos bairros Vicentina, Vargem Grande, Morro do Cruzeiro, Novo Surubi, Fazenda da Barra II e III e Jardim Primavera.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Muito bom!

    Resende ou BM ou Pinheiral será em 2019 a cidade da saúde na região.

    Agora não fique esperando repasses do governo estadual. Um relatório que um amigo me mandou está mostrando que o Pezão realizou despesas em saúde de apenas a metade do que devia por obrigação.

    O govenador juiz que não procura saber quem é o sujeito armado antes de metralhar está realizando despesas em saúde até junho um pouco melhor, mas bem aquém do ideal. Pelo ritmo dos desperdícios pelo govenador juiz eu naõ acredito que ele conseguirá atingir os 12% obrigatórios.

    Minha avozinha sempre me falava: não fique pensando comer o ovo que ainda está na bunda da galinha.

    • Avatar

      Até junho era para o governador realizar despesas de 12% obrigatório, mas só realizou 8,17%, conforme o relatório do governo que um amigo me mandou.

      VAI VENDO Aí o que dá votar em candidatos que NÃO CONHECEM a Administração Pública e NÃO ENTENDE de Gestão Pública.
      Eles não sabem que têm de manter as despesas de acordo com as leis mês a mês.

  2. Avatar

    Ah se a mídia e os meios de comunicação soubessem do “Dayoff” seria um escândalo.

Untitled Document