terça-feira, 17 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Resende inicia novo serviço de odontologia para pacientes da UTI

Resende inicia novo serviço de odontologia para pacientes da UTI

Matéria publicada em 12 de setembro de 2019, 11:32 horas

 


Nova modalidade quer prevenir infecções, que podem interferir na evolução dos pacientes do Hospital Municipal de Emergência

Resende – A Prefeitura Municipal de Resende iniciou um novo serviço de odontologia hospitalar para pacientes da UTI (Unidade de Terapia Intensiva), no Hospital Municipal de Emergência Sérgio Gregori, no mês de agosto. Os que estão nos leitos da UTI terão tratamento bucal para evitar infecções e outras complicações.

Segundo com o superintendente de Saúde Bucal, Flávio Monteiro de Barros, o serviço é prestado por profissionais, que possuem habilitação em odontologia hospitalar.

– O corpo de profissionais passa pelos 10 leitos da UTI para oferecer o atendimento em todos os pacientes que passam pelo setor, verificando as necessidades de cada um deles – explicou Flávio.

O plano de atendimento começa com um exame físico intra e extra oral para analisar se o paciente possui ou não sangramentos, alteração de coloração das mucosas, úlceras, condição dos dentes presentes, quantidade e qualidade da saliva, halitose, traumatismos, acúmulo de biofilme, entre outros serviços. Após a avaliação, o cirurgião dentista planeja o tratamento clínico, que será executado pela equipe.

O tratamento oferece procedimentos de: as aspirações das secreções bucais e orofaríngeas, remoção de placa bacteriana, coágulos e outros problemas, escovação dentária, hidratação e umidificação dos lábios e mucosa bucal, tratamentos cirúrgicos, entre outros. De acordo com o superintendente, são fundamentais para a manutenção da saúde dos pacientes.

– É muito importante a realização de um serviço odontológico preventivo, afinal os pacientes acamados podem ter infecções bucais e outros problemas que podem acarretar na evolução de doenças, como a disseminação de microrganismos da cavidade bucal para as vias respiratórias inferiores – concluiu Flávio.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar
    Antonio Carlos Peludo

    Parabens Resende seu Secretario de saude é um profissional ativo e atualizado, quantas vezes se morre por parotidite por falta de higiene bucal . A famosa e tão estudada xerostomia e tão pouco tratada em UTI

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document