sábado, 16 de outubro de 2021 - 02:48 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Resende realiza mutirões de combate à dengue 

Resende realiza mutirões de combate à dengue 

Matéria publicada em 22 de janeiro de 2021, 18:15 horas

 


Resende – A prefeitura de Resende retornou com os “Mutirões Contra a Dengue”, promovidos através do Comitê de Combate à Dengue. Santo Amaro e Vicentina foram os dois primeiros bairros contemplados. Os esforços preventivos contra a dengue, zika e chikungunya foram iniciados nesta semana e se estendem nos próximos meses, com um cronograma preparado para outras diversas localidades do município. A ação acontece obedecendo os cuidados contra a Covid-19.

A mobilização visa recolher materiais que podem se transformar em criadouros do mosquito Aedes aegypti, identificar e tratar focos domiciliares, além de conscientizar moradores sobre as medidas preventivas, através de visitas residenciais. O trabalho está sendo desenvolvido em parceria com o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e com a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos.

Nesta semana, os esforços ficaram concentrados no bairro Santo Amaro. As equipes visitaram 881 residências e não foram atendidas em outras 487. Na sequência, do dia 25 ao dia 30 de janeiro, é a vez de contemplar o bairro Vicentina, no qual serão percorridas cerca de 820 residências.

– Estamos enfrentando uma pandemia, mas também é importante dar atenção para outros perigos. Por isso, é fundamental receber os profissionais, que também terão todos os cuidados possíveis contra a Covid-19. O acesso acontece somente na área externa das residências. Essa postura de cuidado e atenção contra dengue, zika e chikungunya vai muito além do mutirão, é sempre importante estar atento. E caso identifique algum imóvel com possíveis focos do Aedes aegypti, é recomendado denunciar para a Ouvidoria – explica o prefeito Diogo Balieiro Diniz.

Entulho

A recomendação do Comitê de Combate à Dengue é que os moradores aproveitem para dispensar o entulho a partir da próxima segunda-feira, dia 25. A prefeitura, através do maquinário da Secretaria de Obras e Serviços Públicos, irá passar para recolher o material descartado pelos moradores.

Um dos principais objetivos do mutirão é controlar preventivamente a incidência dos focos do mosquito transmissor das doenças. A ação, inclusive, mira pontos estratégicos da cidade que foram identificados com maiores índices de infestação de acordo com o último LIRAa (Levantamento de Índice Rápido de Aedes aegypti). Outro importante ponto sobre a organização do mutirão é o fato de ocorrer justamente em um período de chuva, quando os recipientes que acumulam água tornam-se mais perigosos.

 

Cronograma já iniciado contempla os bairros Santo Amaro e Vicentina em janeiro (Foto: Divulgação PMR)

 

 

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Que dengue??? Sonhando com dengue. O negócio é Covid, pandemia, vacina, máscara, álcool gel 70, e por aí afora.

Untitled Document