terça-feira, 10 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Resende: Rio Sesmarias recebe serviços de desassoreamento

Resende: Rio Sesmarias recebe serviços de desassoreamento

Matéria publicada em 3 de fevereiro de 2016, 21:52 horas

 


Trabalho foi solicitado pela Defesa Civil com a finalidade de melhorar o escoamento e minimizando os impactos das chuvas

Limpeza: Trabalho prevê a retirada de bancos de areia e barro, desde onde o rio deságua até a Ponte Nilo Peçanha (Foto: Divulgação PMR)

Limpeza: Trabalho prevê a retirada de bancos de areia e barro, desde onde o rio deságua até a Ponte Nilo Peçanha (Foto: Divulgação PMR)

Resende – A prefeitura de Resende, em parceria com o Programa Limpa Rio do Governo do Estado, iniciou nesta quarta-feira (3) os serviços de desassoreamento das margens na foz do Rio Sesmarias. O trabalho prevê a retirada de bancos de areia e barro, desde a ponte onde ele deságua no Rio Paraíba do Sul até a Ponte Nilo Peçanha (Ponte Velha).
Segundo o presidente da Agência do Meio Ambiente de Resende (AMAR), Wilson Moura, os serviços foram solicitados pela Defesa Civil com a finalidade de melhorar o escoamento do Rio Sesmarias, minimizando os impactos de alagamentos neste período de chuvas de verão.
Os maquinários e funcionários foram disponibilizados pelo estado, sem ônus para o município. São quatro caminhões basculantes e uma escavadeira hidráulica. Os serviços foram autorizados pela Superintendência do Patrimônio da União no Estado do Rio de Janeiro e pela Secretaria de Estado do Ambiente, por meio do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).
– Além da areia e barro, vamos eliminar lixos e materiais que ficam presos nesses bancos. A previsão é que o trabalho tenha a duração de três meses, mas depende também das condições climáticas – explicou Wilson Moura, ressaltando que a prefeitura e o Estado vão realizar serviços de limpeza e não obras no Sesmarias.
Os materiais retirados nessa ação serão levados para uma área no Aterro Sanitário, em Bulhões. Como medida preventiva, a AMAR solicitou uma análise da água e dos materiais que formam os bancos de areia e barro. O resultado não apresentou nenhum fator contaminante, ou seja, não apresenta riscos para a população.
Durante o tempo de realização dos serviços, a AMAR solicitou o apoio da Guarda Municipal para monitorar o trânsito na saída dos caminhões para o Aterro. Outro pedido foi que os caminhões escoem boa parte da água antes de saírem das margens do rio para evitar sujeira nas ruas.
– Mesmo com essa medida, estamos solicitando um caminhão-pipa para ficar à disposição caso haja necessidade de fazer alguma limpeza. Mas é bom lembrar que é um serviço preventivo e muito necessário no Sesmarias – adiantou o presidente da AMAR.
No início deste ano, sob a coordenação da Defesa Civil, a prefeitura já realizou a limpeza das margens em alguns pontos do Sesmarias. Foram retirados entulhos dos pilares e o desassoreamento da calha rio.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Deveriam fazer o mesmo no Rio Alambari.

Untitled Document