terça-feira, 27 de outubro de 2020 - 00:40 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Reserva em Paraty ganha nova sinalização

Reserva em Paraty ganha nova sinalização

Matéria publicada em 10 de abril de 2017, 11:18 horas

 


Foram instaladas 77 placas, totalizando mais de 40 quilômetros de trilhas sinalizadas, entre elas a Travessia da Juatinga

Paraty – A reserva ecológica estadual da Juatinga, administrada pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), ganhou nova sinalização. São 77 placas com orientação sobre direção e distâncias, outras com nomes das comunidades e dos atrativos, alerta de riscos e proibitivas de camping selvagem e da entrada de animais domésticos, totalizando mais de 40 quilômetros de trilhas sinalizadas.

As placas foram confeccionadas com recursos da Fundação SOS Mata Atlântica e da Concessionária de Energia Elétrica Ampla, esta última como uma das condicionantes da licença ambiental de instalação de energia elétrica no Saco do Mamanguá e Enseada da Cajaíba. A sinalização foi instalada pelos guarda-parques que atuam na reserva.

A reserva possui inúmeros atrativos, que agora contam com nova sinalização como a Travessia da Juatinga. A trilha, de longo percursos, contorna quase toda a península da Juatinga, passando por encostas cobertas por Mata Atlântica, regiões costeiras, raias, córregos, rios e pelas comunidades tradicionais caiçaras. O total do trajeto, iniciando na Vila Oratório e finalizando em Paraty Mirim, é de 39 quilômetros.

Outro atrativo que o visitante poderá desfrutar a partir da Travessia da Juatinga é a praia Martim de Sá, habitada por um único núcleo familiar caiçara, a família dos Remédios, que administra o único camping do lugar. O acesso ao local pode ser por meio de uma trilha, iniciando-se na comunidade do Pouso da Cajaíba, com quatro quilômetros de extensão ou iniciando-se pela Vila Oratório, com 19 quilômetros de extensão, passando pelas comunidades do Sono, Ponta Negra, Cairuçu das Pedra e Saco das Enchovas.

Com mais de nove mil e 800 hectares de remanescentes de Mata Atlântica, restingas, manguezais e costões rochosos, a Reserva Ecológica Estadual da Juatinga foi criada com o objetivo de proteger a biodiversidade, a paisagem e a cultura tradicional  caiçara. Na unidade, vivem 1,5 mil pessoas em 15 comunidades e núcleos de ocupação localizadas ao longo da costa.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    CADE A FOTO????????

Untitled Document