sexta-feira, 15 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Reunião discute sugestões para combate à violência entre jovens

Reunião discute sugestões para combate à violência entre jovens

Matéria publicada em 8 de agosto de 2016, 19:14 horas

 


Próximo encontro está marcado para o próximo dia 22 e conta com maior participação de adolescentes

reuniao vr

Volta Redonda – A semana começou com debate na Prefeitura Municipal de Volta Redonda. Em uma reunião ampliada no Auditório, na tarde desta segunda-feira (8), o prefeito Antônio Francisco Neto e demais representantes do poder público deram sequência à discussão de propostas de combate à violência entre jovens na cidade. O encontro foi convocado por solicitação da diretora da Coordenadoria Municipal da Juventude, Beatriz Amarante, a Bibi.

Representantes de órgãos municipais apresentaram projetos e ações municipais voltadas para crianças, adolescentes e jovens que já estão em funcionamento, sobretudo nas escolas e comunidades. Segundo Neto, o objetivo foi apresentar “o que o poder público tem a oferecer e também ouvir sugestões e ideias para por em prática, se for o caso”. O prefeito lembrou ainda que o Portal VR agora conta com o canal “Fala Comigo”, para receber sugestões.

Durante as apresentações das secretarias, foi reforçada a ideia de que há necessidade cada vez mais de investir na política de prevenção, principalmente em relação ao uso de drogas, indicado como um dos principais fatores que leva às confusões entre os jovens. Em um dado apresentado pela Secretaria Municipal de Saúde, só neste ano o município já apresentou o número de mortes de crianças e jovens – de 10 a 24 anos – superior a todo o ano de 2015. De acordo com o registro, foram 12 óbitos no ano passado e 14 do início deste ano até agora.

Entre as preocupações abordadas, o uso e venda de bebida alcoólica para menores de idade foi destaque no debate pela Coordenadoria Municipal de Prevenção às Drogas e pelo público. Neto afirmou, em resposta, que a partir desta semana a prefeitura intensificará a fiscalização e assumiu que é responsabilidade do poder público.

– A missão de fiscalizar é, de fato, do município. E o poder público, a partir desta semana, vai iniciar uma campanha forte contra a venda de bebida alcoólica para menores de idade – garantiu, sob aplausos.

Uma das sugestões de iniciativas para resgate de adolescentes foi apresentado por Isabela Britto Guimarães, de 22 anos, uma das representantes do Conselho Municipal da Juventude. Ela acredita que propor programas educacionais, culturais e esportivos que sejam remunerados é uma chance de tirar o poder do tráfico de drogas.

– O tráfico acaba ganhando. Um caminho legal seria projetos remunerados. Sei que não estamos em um momento bom, por conta da crise, mas é um meio de intervir, além de investir na educação e cultura – opinou Isabela.

O estudante Lucas dos Santos, de 17 anos, do Fórum da Juventude Sul Fluminense em Ação, parabenizou os projetos apresentados pelos órgãos, no entanto, lamentou a falta de divulgação. “Gostei muito dos projetos, achei tudo muito interessante, mas por que não tem ampla divulgação? Eu não conhecia a maioria desses programas”, questionou.

Também presente no encontro, o delegado adjunto Rodolfo Atala, da 93ª DP (Volta Redonda), observou que há muitos menores em situação de risco e reforçou que o trabalho de prevenção deve começar desde cedo. “O adolescente infrator muitas vezes é, na verdade, vítima e utilizado como mão de obra do tráfico”, ressaltou.

Um novo encontro foi agendado para o dia 22 de agosto, às 14h30, também no Auditório da PMVR, para que haja uma mobilização maior e mais jovens compareçam ao encontro. O objetivo é incentivar que o jovem participe politicamente das decisões e projetos do poder público municipal, evitando a reincidência da violência, em ocorrências que vitimou o jovem Felipe do Nascimento Rodrigues, de 16 anos, que foi espancado por dezenas de jovens na Vila Santa Cecília e acabou falecendo, no final do mês passado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    …NAS RUAS

  2. Avatar

    LER PRIMEIRO QUERIDO, O DINHEIRO NÃO RESOLVE NADA MUITO PELO CONTRÁRIO É ELE QUE TEM FEITO OS PRINCÍPIOS FAMILIARES SE PERDEREM PORQUE EM NOME DELE, MUITAS VEZES OS PAIS QUEBRAM PROTOCOLOS SÉRIOS NO QUE TANGE A CARÁTER MAS AS LEIS SIM, E AS ESCOLAS PRECISAM ESTAR VOLTADAS À MANUTENÇÃO DOS MÍNIMOS PRINCÍPIOS NECESSÁRIOS A UM CONVÍVIO DE EQUILÍBRIO PRINCIPALMENTE NESSA FAIXA ETÁRIA TÃO DISPERSIVA E IMPETUOSA QUANTO A ADOLESCÊNCIA. AGORA SE O SENHOR ACHA NORMAL SERVIR BEBIDA PARA MENORES AI TUDO BEM NÃO PRECISA RECLAMAR DE LEIS… NOS EUA NEM NA RUAS ELES PODEM FICAR DEPOIS DE UMA DETERMINADA HORA. COLOCAM PULSEIRINHAS PARA FÁCIL IDENTIFICAÇÃO EM BARES. NO JAPÃO E NOS EUA NÃO SE VENDE BEBIDA NOS MERCADOS, EXISTEM LOJAS ESPECIALIZADAS E QUE PRATICAM A IDENTIFICAÇÃO DOS CLIENTES. JÁ MOREI EM AMBOS PAÍSES E FICO INCRÉDULO COM ESSA DISCREPÂNCIA. E TUDO MUITO BEM DISFARÇADO. NÃO É A TOA QUE MEUS COMENTÁRIOS NA GRANDE MAIORIA SÃO MAL INTERPRETADOS A PRÁTICA JÁ VIROU MODA…

  3. Avatar
    ta de brincadeira...

    Não e o dinheiro que ira resolver e motivalos , pelo contrario eles irão ter pra comprar ainda mais. Isso foi plantado lá traz com uma lei fraca a sociedade esta colhendo .,as leis tem que ser mudada e tem que mudar a cultura , os pais perderem totalmente o poder sobre seus filhos ta faltando Deus nas famílias.A família esta transferindo a responsabilidade de educar pro estado educação começa no berço.confundimos educação com educar o dever de educar e ensinar o caminho certo em que nossos filhos devem andar e dos pais …

  4. Avatar

    ISSO É VIOLÊNCIA:

    ALGUNS PAIS SE SENTEM PRESSIONADOS QUANDO PRÓXIMO AO ENCERRAMENTO LETIVO DE ALGUMAS ESCOLAS PARTICULARES DE VOLTA REDONDA.
    ESSE FOI MEU CASO, PORQUE MEU FILHO AINDA NÃO TINHA DEZOITO ANOS ASSIM COMO A MAIORIA DE SUA TURMA DE ENSINO MÉDIO E HOUVE UMA FORMATURA NO CLUBE COMERCIAL REGADA À MUITOS TIPOS DE BEBIDAS COM ÁLCOOL. NÓS PAIS FICAMOS DE MÃOS ATADAS POIS O PROCESSO DE PRESSÃO É MUITO FORTE. INCLUSIVE AS FESTAS ORGANIZADAS POR MUITAS FAMÍLIAS DE ANIVERSÁRIOS DE JOVENS TAMBÉM QUASE SEMPRE SÃO REGADAS A ÁLCOOL POIS ALGUNS PAIS NÃO SABEM SE POSICIONAR QUANTO A ISSO JÁ QUE AS PRÓPRIAS ESCOLAS FAZEM VISTAS GROSSAS. BEM JÁ ESCREVI QUATRO VEZES COMENTÁRIOS SEMELHANTES, NÃO SEI POR QUAL MOTIVO O DIARIO DO VALE NÃO PÚBLICA POIS SE PENSAREM QUE É MENTIRA BASTA AS AUTORIDADES ESTABELECEREM QUALQUER SISTEMA DE INVESTIGAÇÃO E VERÃO QUE PROCEDE POR COMPLETO MEU ALERTA QUE TEM SIDO CONSTANTE DESDE QUE AO BUSCAR MEU FILHO ME DEPAREI COM INÚMEROS JOVENS TOTALMENTE EMBRIAGADOS NA DESCIDA DO MORRO DO COMERCIAL. MAS SALVO REITERAR QUE NÃO ACONTECE SOMENTE NO COMERCIAL E SIM NA ORGANIZAÇÃO DOS EVENTOS ESTUDANTIS QUE FOGEM AOS PARÂMETROS PEDAGÓGICOS POIS NO CLUBE FUNCIONÁRIOS TAMBÉM ACONTECEU O MESMO COM OUTRA ESCOLA PARTICULAR. TENHO CERTEZA QUE ISSO ACONTECEU NO ANO DE 2014, O OUTRO ANO NÃO ACOMPANHEI MAS ACHO POUCO PROVÁVEL QUE O DINHEIRO LUCRADO COM AS FESTAS TENHA CEDIDO ESPAÇO AO BOM SENSO E AO PROCEDIMENTO DIDÁTICO PEDAGÓGICO COERENTE.

Untitled Document