segunda-feira, 17 de janeiro de 2022 - 08:06 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Rio Claro busca recuperar duas pontes atingidas por chuvas

Rio Claro busca recuperar duas pontes atingidas por chuvas

Matéria publicada em 7 de janeiro de 2022, 20:16 horas

 


Fortes chuvas de 17 de dezembro causaram esses problemas e mais alagamentos de imóveis

Foto: Prefeitura de Rio Claro
Chuvas causaram destruição de ponte no Rio das Pedras, em Lídice

Foto: Prefeitura de Rio Claro
Deputado Marcelo Cabeleireiro ajudou a buscar soluções

Foto: Prefeitura de Rio Claro
Ponte do Rio das Pedras foi praticamente coberta pelas águas

Ponte Santana também sofreu danos estruturais

 

Rio Claro – No dia 17 de dezembro de 2021 o Município de Rio Claro foi atingido por fortes chuvas que provocaram vários eventos no 2º Distrito, causando prejuízos diversos à Comunidade local. Entre esses eventos estão alagamento de imóveis, perdas de bens e transtornos diversos nas áreas rurais do Distrito.
Dentre esses eventos tem-se a interdição de duas pontes: uma na localidade de Santana, que dá acesso à RJ 155 e outra na localidade de Rio das Pedras, ambas no 2º Distrito.
Na localidade de Santana está localizada a PCH Rio do Braço e consta com uma Comunidade de mais de 100(cem) famílias que se utiliza da ponte sobre o rio Piraí para escoar a produção de hortaliças e agropecuária. A ponte está localizada à RC 01, é o único acesso à RJ 155 que liga a Comunidade aos Municípios vizinhos de Angra dos Reis , Barra Mansa e Volta Redonda bem como às unidades de saúde, como o Hospital Nossa Senhora da Piedade, Unidade Médica de Lídice e unidades educacionais como o Centro Municipal de Ensino São José – Distrito e Escola Municipal de Lídice – 2º Distrito.
Na localidade de Rio das Pedras está localizada a Comunidade Quilombola, a Escola Municipal Rio das Pedras e no local há produção de hortaliças e agropecuária, e conta com uma população de mais de 200 famílias. A ponte está localizada à Estrada Rio das Pedras que permite o acesso à RJ 155 que liga a Comunidade aos Municípios vizinhos de Angra dos Reis , Barra Mansa e Volta Redonda bem como às unidades de saúde, como o Hospital Nossa Senhora da Piedade, Unidade Médica de Lídice e unidades educacionais como o Centro Municipal de Ensino São José – Distrito e Escola Municipal de Lídice – 2º Distrito.
As pontes estão interditadas, prejudicando diretamente um total de aproximadamente 300 ( trezentas) famílias, causando prejuízos diversos, no que se refere ao acesso à equipamentos de saúde, educação e ao comércio em geral. A situação acarreta prejuízos à Comunidades de baixa renda, e a solução do problema, ou seja, a construção de 02(duas) novas pontes é de grande interesse social.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document