domingo, 8 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Riscos de estresse em pets aumentam durante a Copa

Riscos de estresse em pets aumentam durante a Copa

Matéria publicada em 2 de julho de 2018, 15:53 horas

 


Animais precisam de cuidados especiais para não sofrerem com barulheira


Volta Redonda – 
A Copa do Mundo ainda está em plena atividade e a vitória sobre o México garantiu a Seleção Brasileira nas quartas de final. Alegria e festa garantida até a próxima sexta-feira, mas também motivo de preocupação para quem tem animais em casa. O perigo já é conhecido: os barulhentos fogos de artifício.

Segundo a veterinária Fernanda Gonzales, dona de uma clínica e pet shop no Bairro Aterrado, normalmente neste período de jogos há um aumento de atendimentos. E também de pessoas que procuram saber o que fazer com os animais para evitar atendimentos.

– Neste caso, eu recomendo o uso de calmantes fitoterápicos ou homeopáticos. Não há necessidade de o animal tomar um calmante mais forte (alopático), pois pode causar dependência. Realmente os cães ficam estressados com os fogos e barulhos provocados pelas buzinas dos carros durante as comemorações de cada gol da seleção. Isso ocorre porque a sua audição é mais sensível que a audição humana. Outra dica é o uso de algodão no ouvido do animal, mas não pode esquecer de retirá-lo depois – aconselha ela, que já vendeu mais calmantes naturais nos últimos dias.

Já a veterinária Juliana Morato, que possui uma clínica na Avenida Sete de Setembro, afirma que todos os pets e os cães em especial sentem mais esse período.

– Recomendo evitar deixar o animal sozinho e tampar o ouvido deles com algodão. Já em relação a calmantes, eu recomendo os fitoterápicos, mas o seu uso deve ser com antecedência de alguns dias para surtir efeito. Com certeza as vendas de calmantes aumentam neste período. Já os calmantes sedativos eu não recomendo, pois é arriscado. Por isso sugiro mais os homeopáticos e fitoterápicos – aconselha.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar

    Essa matéria só pode ser zueira! Duvido que paro de soltar fogos por causa de cachorro!!! O mundo ta ao avesso mesmo!!!!

  2. Avatar

    É Leitor. Não é só cachorro que faz xixi no poste. Com certeza a maioria dos humanos também e aí?

    • Avatar

      Eu não faço xixi em poste , nem na rua…
      Quanto aos cachorros, o problema são os donos mal educados…
      Se o cachorro é seu o cocô , também é, então como levar o cachorro para fazer cocô , na calçada do vizinho ou em áreas públicas…
      Recolher o coco , não é o suficiente, pois o cheiro é sujeira fica .O certo seria ensinar o cachorro a fazer suas fezes em um cantinho em sua residência…
      Mas se o dono não é educado, o cachorro , também não será…
      Quanto a copa, eu tô estressada, não aguento mais , uma casa com 3 homens falam e assistem jogo da copa, o tempo todo…

  3. Avatar

    Os donos de cachorro reclamam dos fogos mas nenhum lava o poste após o animal urinar e a cidade fica com um cheiro fétido e a urina pode transmitir doença. Não basta apenas recolher as fezes. Isso sem considerar os irracionais que “criam” cachorros nas ruas e estes atacam os pedestres, carteiros, motociclistas… É muito bonito cobrar direito do animal mas e os deveres dos proprietários?

  4. Avatar

    Quem sabe se com este tipo de reportagem conseguem acabar com os fogos de artificio durante as comemorações festivas.

Untitled Document