quinta-feira, 13 de maio de 2021 - 02:55 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Samuca Silva visita obras de ponte da Travessia do Córrego Cafuá e anuncia entrega até dezembro

Samuca Silva visita obras de ponte da Travessia do Córrego Cafuá e anuncia entrega até dezembro

Matéria publicada em 21 de agosto de 2017, 18:16 horas

 


Local liga o bairro Casa de Pedra à Rodovia dos Metalúrgicos; investimento passa de R$ 500 mil

Volta Redonda – Prevista para ser entregue até dezembro deste ano, as obras da Travessia do Córrego Cafuá, no bairro Casa de Pedra, foram retomadas na semana passada e estão a todo vapor. Para conferir o andamento das obras, o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, visitou o local na manhã desta segunda-feira, dia 21, junto com o secretário municipal de Infraestrutura, Toninho Oreste.

A reconstrução, um investimento de R$ 530 mil, tem o objetivo de ligar o bairro com a Rodovia dos Metalúrgicos, na altura do Hospital da Unimed. “Com muita gestão, conseguimos pagar o fornecedor e retomar às obras. Estamos trabalhando para entregarmos a ponte antes do prazo”, frisou o prefeito Samuca Silva, que também foi acompanhado pelo presidente da associação de moradores do Casa de Pedra, Alfredo Carlos Duarte.

– Estamos pedindo essa obra desde 2012 e sempre era realizado um paliativo. Agora, enfim, vamos receber a ponte pronta, o que vai beneficiar todo o nosso bairro – comemorou Duarte. Atualmente, segundo ele, há 1,5 mil moradores na localidade. A ponte também beneficiará os moradores do bairro Vila Rica-Tiradentes.

A reconstrução, um investimento de R$ 530 mil, tem o objetivo de ligar o bairro com a Rodovia dos Metalúrgicos, na altura do Hospital da Unimed (Foto: Gabriel Borges-Secom)

A reconstrução, um investimento de R$ 530 mil, tem o objetivo de ligar o bairro com a Rodovia dos Metalúrgicos, na altura do Hospital da Unimed (Foto: Gabriel Borges-Secom)

Quem também comemorou o retorno das obras foi um dos moradores mais antigo do Casa de Pedra: o aposentado Vantuil Fernandes, 77 anos. Facilitará muita a nossa vida. A minha esposa, por exemplo, trabalha no bairro Belvedere e anda um longo e perigoso caminho. Com a ponte, irá facilitar muito. Além disso, sem a ponte, nosso bairro alagava muito”, contou.

O aposentando Admir Soares da Costa, 72 anos, morador do Casa de Pedra há quatro décadas, concordou e complementou: “É muito importante a obra para encurtar o caminho. Sem ponte, complica porque temos que dar uma volta enorme. O custo do táxi aumenta sem a ponte, por exemplo”, disse o aposentado.

Por conta da importância da obra, o secretário de Infraestrutura, Toninho Oreste, garantiu que o cronograma está sendo cumprido pela empresa responsável pela construção. “Vamos conseguir entregar no prazo certo”, pontuou.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Ja esta acabando agosto e a rodovia do contorno nada de obras . e ai sr prefeito?

  2. Avatar

    Essa ponte pelo menos fotografaram o pessoal trabalhando, pois conclusão da obra e liberação da Rodovia do Contorno para o trânsito da BR 393 pode chamar de ficção ou lenda rodoviária. É mais fácil virar uma estradinha municipal, que pelo menos vai servir para muitos cidadãos de V. Redonda e até alguns de Pinheiral e da Grande Califórnia de B. do Piraí, por exemplo.

  3. Avatar

    “Obras da Rodovia do Contorno serão retomadas em três semanas, diz Samuca
    Matéria publicada em 19 de julho de 2017, 23:34 horas”
    Sr Prefeito, fala alguma coisa sobra a Rodovia do Contorno. O sr prometeu retomar as obras em 3 semanas no dia 19 de julho e já passou mais de um mês e nada.

Untitled Document