terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Saúde de BM recomenda atualização das vacinas contra sarampo e febre amarela

Saúde de BM recomenda atualização das vacinas contra sarampo e febre amarela

Matéria publicada em 20 de janeiro de 2020, 18:27 horas

 


Vacinação contra o sarampo está acontecendo desde o início da semana e segue até o dia 13 de março
(Foto: Agência Brasil)

Barra Mansa- A Secretaria Municipal de Saúde iniciou um importante alerta sobre a vacinação contra o sarampo e a febre amarela. A orientação é que os moradores procurem uma Unidade de Saúde mais próxima de sua residência para atualização do cartão de vacinas.
De acordo com a coordenadora do Departamento de Imunização da Secretaria de Saúde de Barra Mansa, Marlene Fialho, o cenário epidemiológico no Estado do Rio de Janeiro é bastante preocupante, daí a importância da vacinação.
Segundo ela, entre janeiro do ano passado e os dias atuais, já foram registrados, no Estado do Rio, 371 casos de sarampo. A situação é preocupante não somente pelo quantitativo da doença nos últimos 12 meses, mas também pela possibilidade de 10 mil novos casos.
A Secretaria de Saúde destacou que para a atualização do cartão vacinal é fundamental que o paciente esteja munido dos documentos pessoais, além do cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e da caderneta de vacina, lembrando que as pessoas que já foram imunizadas não necessitam da dosagem.
De acordo com a SMS, no caso da vacinação contra o sarampo, ela está acontecendo desde o início da semana e segue até o dia 13 de março. O público alvo são pessoas de seis meses de vida até 49 anos de idade. A intensificação da campanha, denominada Dia D, acontece em 01 de fevereiro e 07 de março.
O sarampo é uma doença grave e o contágio ocorre pela respiração. Assim, a tosse, o espirro e a simples ato de falar podem contaminar outras pessoas. Se não detectada e tratada em tempo hábil pode ocasionar a morte do paciente.
Já o calendário atual da vacinação contra a febre amarela funciona em duas doses; a primeira aos nove meses de vida e um reforço aos quatro anos de idade. As pessoas que tomaram a dose antes dos cinco anos de idade também devem ser imunizadas. A dose é única para aqueles que foram vacinados após os cinco anos de idade.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document