Secretaria de Ação Comunitária entrega mais de 50 obras à população em Volta Redonda

Foram feitas reformas, revitalizações e outras melhorias em Cras, centros de convivência e outros equipamentos de assistência social

by Diário do Vale

Volta Redonda – A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac), entregou, desde 2021, mais de 50 obras realizadas em equipamentos públicos, como centros de Referência de Assistência Social (Cras), de convivência, de atendimento a idosos e a pessoas com deficiência (PCD), espaços de atendimento a pessoas em situação de rua, entre outros locais da assistência social.

Em relação às obras dos Cras, a secretaria promoveu reparos, reformas e revitalizações em 31 unidades em funcionamento no município, e a obra no Cras Santa Cruz já está em fase de levantamento de orçamento para ser iniciada, atendendo assim a todas as 32 unidades da cidade.

Assim como os Cras, os centros de convivência também receberam melhorias. Foram beneficiados com espaços revitalizados e mais adequados os grupos de convivência dos centros localizados nos bairros Aero Clube, Morada do Campo, Santa Rita do Zarur e Siderópolis, além do Centro de Convivência do Verde Vale, que funciona no Cras do bairro.

“Também recuperamos o Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) e estamos trabalhando para entregar mais quatro novos Cras, nos bairros Eucaliptal, onde funcionava a Residência Inclusiva, Jardim Cidade do Aço, Ponte Alta e no Parque das Garças, região do Roma”, afirmou a secretária municipal de Ação Comunitária, Carla Duarte.

Idosos

Um dos públicos atendidos pelos serviços da secretaria de Ação Comunitária é formado pelos idosos. E para beneficiar a Melhor Idade, a Smac realizou obras de melhorias no Centro-Dia de Atendimento ao Idoso José Conrado, no bairro Aterrado. A revitalização do espaço foi entregue em 2022 e o serviço é destinado a idosos, cujos vínculos sociais ou comunitários estejam sob a iminência de serem rompidos ou ainda cujas relações estejam fragmentadas causando danos e violações de direitos aos mesmos.

Outro importante espaço para os idosos que ganhou uma reforma completa foi o Centro-Dia Synval Santos de Atendimento para Pessoa Idosa com Alzheimer e Familiares de Volta Redonda. Primeiro centro público de atendimento a pessoas com Alzheimer da América Latina, o Centro-Dia Synval Santos, no bairro Jardim Paraíba, recebeu muitas melhorias internas e externas para fornecer o atendimento qualificado e continuado, através de estimulação aos idosos com a doença de Alzheimer, já na fase média do desenvolvimento.

E depois de quatro anos fechada, a primeira Fábrica Municipal de Fraldas, no bairro Ponte Alta, voltou a funcionar em 2021, após melhorias em sua estrutura. Lá são confeccionadas fraldas geriátricas e infantis, destinadas às Instituições de Longa Permanência (ILPI) e aos programas assistenciais do município, além da rede de saúde. O espaço é administrado pela Smac, por meio do Banco da Cidadania.

“E temos a segunda fábrica, no bairro Voldac, onde são produzidos absorventes menstruais para distribuição às alunas da rede pública de ensino e outras famílias atendidas pelos programas sociais do município, além das fraldas geriátricas”, lembrou a secretária Carla Duarte.

Pessoas com deficiência (PCD)

As obras concluídas pela Smac desde 2021 também beneficiaram as pessoas com deficiência (PCDs). Foi realizada reforma no Centro-Dia para Pessoa com Deficiência (CAPD), que fica no bairro Jardim Paraíba, e construído o novo espaço onde funciona a Residência Inclusiva, no Brasilândia.

No CAPD foram feitos serviços como troca do telhado e do piso, substituição de rede de segurança nas janelas, manutenção dos equipamentos em geral, além de pintura dos espaços. A unidade, que está ligada ao Departamento de Proteção Especial (DPES) da Smac, oferece atendimento a adultos do município com deficiência física, sensorial, intelectual, Transtorno do Espectro Autista (TEA) e múltiplas deficiências.

“E inauguramos em outubro o CAPD II (Centro-Dia para Pessoa com Deficiência Synval Mury Glória), no Siderópolis, com capacidade para atender 108 pessoas adultas, de 18 a 59 anos. Esse público será atendido por uma equipe multidisciplinar, com 18 orientadores sociais, recepcionista, instrutor de artesanato, psicólogo, assistente social, auxiliar de limpeza e cozinha, além de uma pedagoga que será a coordenadora técnica”, explicou a secretária.

Na Residência Inclusiva foram investidos quase R$ 176 mil na reforma realizada pelo Furban-VR (Fundo Comunitário de Volta Redonda). O novo espaço foi escolhido a partir da necessidade de interação social e acessibilidade, e vai beneficiar os moradores da unidade, considerando a tranquilidade e a localidade do bairro. O local é uma casa que funciona 24h, com acolhimento institucional, atendendo até 10 pessoas jovens e adultas (18 a 59 anos) com deficiência, cujos vínculos familiares estejam rompidos e que não dispõem de condições de autossustentabilidade de retaguarda familiar.

Pessoas em situação de rua

Com o objetivo de melhorar ainda mais a assistência às pessoas em situação de rua, a secretaria de Ação Comunitária reformou o local onde funciona o Serviço de Acolhimento Institucional Abrigo Municipal Seu Nadim, no bairro Nossa Senhora das Graças. O espaço se encontrava com muitos problemas estruturais e recebeu melhorias em todos os ambientes, reordenamento das camas e para cada usuário foi disponibilizado um armário.

O Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) de Volta Redonda, no Aterrado, também passou por obras para melhor atender às pessoas que utilizam as ruas como espaço de moradia ou sobrevivência. O objetivo do serviço é assegurar atendimento e atividades direcionadas para o desenvolvimento da sociabilidade, na perspectiva de fortalecimento de vínculos interpessoais ou familiares que oportunizem a construção de novos projetos de vida.

Capacitação

Os espaços de qualificação profissional foram outros que passaram por obras para atender melhor os usuários. Dentre eles, estão os Centros de Inclusão Produtiva (CIPs) dos bairros Verde Vale e Vila Mury, e o Centro de Educação e Produção Alimentar (Cepa), no bairro São Sebastião. Os locais, assim como os Cras, ofertam oficinas de capacitação e inclusão produtiva.

A melhoria estrutural chegou ainda ao Telecentro Herdy Martiniano de Lima, no bairro Retiro, que foi totalmente revitalizada e voltou a atender à população com oficinas de inclusão digital, além de prestar serviços como a elaboração de currículos e navegação na Internet.

“Além de todos esses investimentos, também realizamos melhorias na sede da Smac, beneficiando tantos nossos funcionários quanto o público que busca atendimento. São obras importantes para que possamos ampliar e melhorar cada vez mais a nossa assistência à população que mais precisa do Poder Público”, frisou a secretária.

 

Fotos de Cris Oliveira – Secom/PMVR.

You may also like

1 comment

Dr. AMARAL 4 de novembro de 2023, 13:14h - 13:14

Muito bom.
Porém a Prefeitura precisa de ENTRAR rapidamente no CEMITÉRIO MUNICIPAL.
Está uma VERGONHA.
Caso mesmo de SAÚDE PÚBLICA.
Com a palavra o PREFEITO NETO.

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996