sexta-feira, 22 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Secretário de Meio Ambiente de Barra Mansa se reúne com presidente do Inea

Secretário de Meio Ambiente de Barra Mansa se reúne com presidente do Inea

Matéria publicada em 21 de maio de 2019, 17:24 horas

 


Encontro tratou de pautas especificas para auxiliar o município afetado pelas chuvas do último sábado, dia 18

Reunião com o Inea aconteceu nesta terça-feira, dia 21
(Foto: Divulgação)

Barra Mansa- O secretário de Meio Ambiente, Carlos Roberto de Carvalho, o Beleza se reuniu nesta terça-feira (21), com o presidente do Inea (Instituto Estadual do Ambiente), Cláudio Dutra. No encontro foram tratadas pautas especificas para auxiliar o município atingido pelas chuvas do último sábado, dia 18. O deputado estadual Marcelo Cabeleireiro também participou da reunião.

Um dos primeiros itens abordados foi a cessão de equipamentos e maquinários do Governo do Estado visando agilizar as operações de limpeza de rios, córregos e vias públicas.

– Já na segunda-feira, o Governo do Estado encaminhou, por tempo indeterminado, uma máquina S320 para realizar a desobstrução de rios. Neste momento, o equipamento está sendo utilizado no Rio Bocaina. Conversamos também do processo de licitação que o governo vai realizar em junho com a finalidade de adquirir novos equipamentos para o Programa Limpa Rio, como um S90, retroescavadeira, pá carregadeiras e caminhões. Eles serão cedidos ao município com foco nas intervenções que serão realizadas – disse.

O secretário destacou que também em junho está prevista a realização do processo de tomada de preços para a realização do projeto de regularização fundiária das margens dos Rios Paraíba do Sul, Bananal e Bocaina.

Outras questões foram debatidas durante a reunião, como a elaboração pela secretaria e o conselho municipal de Meio Ambiente de um projeto executivo orçamentário para a construção de bacias de regulagem da vazão dos rios, o tratamento das faixas marginais fluviais e a retirada do sistema de esgotamento sanitário dos córregos da Água Comprida, Getúlio Vargas, Vila Elmira, Água Comprida e do Rio Bocaina, com recursos provenientes do Fecam (Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano).


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document