terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Secretário de Saúde descarta surto de meningite em Barra do Piraí

Secretário de Saúde descarta surto de meningite em Barra do Piraí

Matéria publicada em 29 de outubro de 2019, 16:24 horas

 


Barra do Piraí – O secretário da Nova Saúde de Barra do Piraí, Juberto Folena de Oliveira Júnior, desmentiu, na manhã desta terça-feira, 29, que o município esteja passando por um surto de meningite. De acordo com o gestor, qualquer informação veiculada sem embasamento no resultado de exames laboratoriais é irresponsável e equivocada. “Causar pânico nas pessoas, sem comprovação nenhuma, é uma atitude inconsequente”, alertou. O boato começou a circular, nas redes sociais, a partir de um óbito registrado, no domingo, 27, na Nova Santa Casa.
A meningite é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A meningite pode ser causada por vírus ou por bactéria, que é mais grave. O risco de contrair a doença é maior entre crianças menores de cinco anos, principalmente até um ano, no entanto, pode acontecer em qualquer idade. A principal forma de prevenção é através de vacina.
A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Irinéia Sant’Anna Rosa, obteve informações diretamente com a família da paciente. “Segundo sua irmã, a paciente apresentava distúrbios mentais, e não esteve em outro município, nas últimas semanas. Alguns dias antes, ela havia reclamado de estar se sentindo mal, vindo a dar entrada na Santa Casa na quarta-feira, 23, com dores no corpo, febre e enjoo”, narrou.
Esclarecendo o caso, Irinéia segue contando detalhes do que, de fato, aconteceu: “Já no Polo de Emergência, a primeira suspeita do médico foi dengue. Ainda segundo a família, a paciente tinha hábitos simples, de uso de chás medicinais, inclusive, era comum ela ir à mata próxima de onde mora, para coletar ervas medicinais e capim, para alimentar alguns coelhos que criava – há relato também de contato direto com carrapatos”.

Ainda segundo informações da irmã, a paciente piorou no sábado, 26, e no domingo, 27, com muita dor nas pernas e nas costas. “Já de volta ao hospital, com sintomas agravados, a médica de plantão suspeitou de meningite meningocócica”, explicou Irinéia, acrescentando que, para a confirmação do diagnóstico, o material biológico foi enviado para análise no Laboratório Central Noel Nutels (Lacen).
O secretário Juberto Júnior reafirmou que espalhar boatos com o intuito de criar pânico entre as pessoas é uma irresponsabilidade, sobretudo, se as “fake news” forem orquestradas por grupos políticos. “Não há motivo nenhum para alarde. Não foi confirmado o caso de meningite e, mesmo que seja, a Saúde está preparada, com estoque de vacinas abastecido e profissionais aptos a lidar com a situação. O que aconteceu foi uma fatalidade, que lamentamos imensamente, mas que não justifica se falar em ‘surto’ de meningite. É preciso ter uma responsabilidade enorme em se tratando da vida das pessoas”, finalizou.

Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document