;
quinta-feira, 26 de novembro de 2020 - 15:25 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Shopping Serra e Mar é aprovado pelo Conselho de Urbanismo de Angra

Shopping Serra e Mar é aprovado pelo Conselho de Urbanismo de Angra

Matéria publicada em 29 de novembro de 2015, 16:22 horas

 


Projeto de R$ 200 milhões já é considerado o maior empreendimento atraído por Angra nos últimos 20 anos

angra

Shopping Serra e Mar: Expectativa é que com o empreendimento sejam criados dois mil empregos diretos
(Foto: Divulgação)

Angra dos Reis- Um empreendimento que terá 75 mil m² de área construída, prevê um hotel com 124 quartos, uma torre de negócios que terá 186 salas comerciais e mais um shopping center com dezenas de lojas e serviços diversos, além de 700 vagas para automóveis. O projeto arquitetônico, que é de uma das mais conceituadas empresas do ramo, a Athie Wohnrath, de São Paulo, prevê uma integração entre as duas torres e o shopping com a natureza. Integrando as construções ao verde da Mata Atlântica e ao azul da Baía da Ilha Grande.

O empreendedor é o megaempresário Márcio Rocha Mello, do setor do petróleo. Durante reunião realizada na última semana, no Centro de Estudos Ambientais (CEA), ele garantiu que o projeto vai colocar Angra na rota internacional das grandes corporações, visto que a cidade passará a ter uma das mais exclusivas estruturas para grandes encontros e convenções do país. A expectativa é que com o empreendimento sejam criados dois mil empregos diretos e que haja uma transformação completa da área do entorno do Pouso do Inhambu, na rodovia Rio-Santos, compreendendo o Parque das Palmeiras e a Praia da Chácara.

A reunião em questão foi uma consulta prévia, feita pelos membros do Conselho Municipal de Urbanismo e representantes dessas comunidades para a aprovação do Shopping Serra e Mar, nome escolhido para o conglomerado. O conselho foi quase unânime na aprovação, com apenas uma abstenção.

– Hoje nós vencemos mais uma etapa para a implantação desse empreendimento em Angra. Temos que valorizar muito a atuação da Secretaria de Meio Ambiente da cidade e também da prefeita, Conceição Rabha, que falou para mim sobre a necessidade de atrair investimentos financeiros sustentáveis para garantir o futuro do município. É o que estamos trazendo – afirmou Márcio.

O Shopping Serra e Mar será edificado com o que há de melhor em tecnologia. Com projetos de captação de água, geração de energia e tratamento de esgoto praticamente exclusivos e a contrapartida pretendida pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, deverá sair do papel o projeto Parque do Mangue, que revitalizará por completo a Praia da Chácara.

A proposta aprovada pelo Conselho de Urbanismo, presidido pela arquiteta e secretária de Meio Ambiente, Ana Nascimento, para a viabilização do projeto, foi a de alteração da legislação, que prevê seis pavimentos para edificações nos bairros Balneário e Parque das Palmeiras. Essa alteração e mais a aplicação da lei de Outorga Onerosa, elaborada pela Prefeitura de Angra e aprovada recentemente na Câmara Municipal, possibilitarão a construção das torres. A proposta da Athie prevê duas estruturas com 15 pavimentos. Ana Nascimento conta que agora o próximo passo é o empreendedor entrar com o projeto de licenciamento.

– O que aconteceu aqui hoje foi a análise de viabilidade legal e econômica do empreendimento, que foi positiva, e, agora, a próxima etapa é o licenciamento técnico da proposta. Sabemos que é preciso que o investidor cumpra com todas as exigências técnicas previstas na lei e, pelo que estamos observando, isso não será um problema – avaliou Ana Nascimento.

O projeto Serra e Mar prevê um investimento que deverá superar a casa dos R$ 200 milhões. A expectativa é que a construção comece assim que o licenciamento for aprovado, em 2016. A prefeita Conceição Rabha, que acompanhou a reunião do Conselho de Urbanismo, se disse satisfeita com a aprovação dos conselheiros e com a iniciativa do investidor.

– Nos últimos 20 anos não vimos chegar à cidade nenhum empreendimento de grande porte. Angra só tem a ganhar com essa iniciativa, em termos de empregabilidade, desenvolvimento, sustentabilidade e inovação. Em tempos de crise, um investimento desse porte é uma ação clara de mudança de paradigma, e isso é mais uma vitória que deve ser comemorada – enfatizou Conceição.

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    Vem aí o maior e mais bonito shopping da região, na cidade mais linda!

  2. Avatar
    Liberdade e Propriedade

    Com essa crise, que coragem.

Untitled Document